segunda-feira, 26 out 2020
Publicidade

“Ninguém pode achar que a homofobia vem de Deus”: padre Júlio Lancelotti pede perdão à comunidade LGBT

Nesta segunda-feira (13), o padre Júlio Lancelotti, conhecido por sua atuação junto à população em situação de rua de São Paulo, celebrou uma missa em sua paróquia, a São Miguel Arcanjo, na Mooca, zona leste da capital, em que pediu perdão à comunidade LGBT por conta da homofobia de alguns líderes religiosos.

O vídeo que mostra o sermão do padre viralizou nas redes sociais nesta terça-feira (14).

Lancelotti, que é coordenador da Pastoral do Povo da Rua, citou o caso de um jovem chamado Michel que teria sido humilhado pelo padre de sua cidade após revelar sua orientação sexual.

“Para você, Michel, eu queria pedir desculpas, se o padre da sua cidade te humilhou quando você revelou sua condição sexual. Perdão. Ninguém deve ser humilhado. Perdão para as mulheres trans, para o grupo LGBTQI+”, afirmou o pároco.

O religioso informou que tem recebido “muitas mensagens de pessoas que são expulsas de suas igrejas por assumirem sua condição sexual”. “Ninguém pode achar que a homofobia vem de deus, que a LGBTfobia vem de deus, isso é pecado, “declarou.

Lancelotti, em sua fala, ainda mandou um recado a padres, pastores e outros líderes religiosos que humilham LGBTs. “Isso é crime. Pode ser denunciado porque está cometendo crime. Todos somos irmão independente da condição sexual. Ouça, Michel, um abraço especial para você. Não se intimide. Deus te ama e te protege”.

Assista.

Ivan Longo
Ivan Longo
Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.