PT denuncia violência transfóbica contra candidata do partido

Segundo o partido, Luanna Mel foi alvo de agressões físicas após ataques de candidato a vice-prefeito em comício

As Secretarias Nacionais de Mulheres e LGBT do PT publicaram uma nota de repúdio nesta sexta-feira (30) denunciando um caso de violência transfóbica contra Lanna Mel, ativista e candidata à vereadora em Santa Filomena (MA). Agressões verbais feitas pelo candidato à vice na chapa do atual prefeito teriam estimulado agressões físicas.

Segundo o PT, o candidato a vice-prefeito Cícero Bola (PCdoB), que compõe a chapa do atual gestor municipal – Idan Torres (PDT) -, proferiu agressões verbais contra Lanna durante comício, desrespeitando sua identidade de gênero e questionando a legitimidade da campanha da ativista.

Na ocasião, ele falou que Lanna é “um rapaz que ninguém sabe se é homem ou se é mulher” (Veja vídeo abaixo). Esses ataques teriam incitado agressões físicas por três homens, no mesmo dia.

O partido afirma que ela “já fez exame de corpo delito, porém vem sofrendo ameaças daqueles que não querem que ela continue sua campanha”. “Não iremos nos calar diante do crime cometido por Cícero e pelos demais, pois o ódio pode não aceitar mas homofobia e transfobia são crimes reconhecidos como tal pelo Supremo Tribunal Federal. A Secretaria Nacional LGBT do PT irá acompanhar o caso e presta toda sua solidariedade a Lanna Mel”, diz trecho da nota.

O PT ainda destaca a trajetória de Lanna. “Nos enche de orgulho ter em nosso partido uma candidatura do porte político de Lanna, assim como as centenas de candidaturas femininas e LGBTQI+ no Brasil que foram lançadas pelo PT, demonstrando que a diversidade está viva, pulsante e disposta a vencer o ódio”, afirma.

O PCdoB, partido do candidato a vice-prefeito, informou em nota enviada à Fórum que “repudia quaisquer atitudes que evidenciem qualquer forma de agressão, opressão, preconceito ou discriminação” e que está “apurando os graves fatos ocorridos” para tomar medidas cabíveis.

Assista ao vídeo e, abaixo, a íntegra da nota do PCdoB sobre a agressão.

NOTA OFICIAL DO PCDOB-MA SOBRE AGRESSÃO À CANDIDATA TRANSEXUAL LANNA MEL

O Partido Comunista do Brasil no Maranhão (PCdoB-MA) esclarece que tomou conhecimento neste sábado (31), pela imprensa, do caso de violência envolvendo o candidato Cícero Bola (PCdoB) – que concorre ao cargo de vice-prefeito do atual gestor municipal – contra a candidata à vereadora Lanna Mel (PT), em Santa Filomena, no interior do estado.

O partido informa que tem entre seus pilares a liberdade individual, a garantia dos direitos da população LGBT e a defesa da pluralidade na composição de suas alianças.

Declara, também, que repudia quaisquer atitudes que evidenciem qualquer forma de agressão, opressão, preconceito ou discriminação (racismo, machismo, homofobia, lesbofobia, transfobia entre outros). Da mesma forma, reitera que rejeita qualquer ato de violência protagonizados por integrantes ou membros ligados ao partido.

Assim, o PCdoB estadual informa está apurando os graves fatos ocorridos para tomar as medidas cabíveis, que serão informadas à comunidade em momento oportuno.

A Direção Executiva do PCdoB-MA lamenta o ocorrido e manifesta apoio e solidariedade à Lanna Mel. Por uma política que reconheça as pessoas em sua integralidade, livres da transfobia!

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.