Vídeo: Vereador do PSOL pede desculpas a vereadora lésbica e negra do PT, que não aceita

Em discurso no plenário da Câmara de Niterói, Paulo Eduardo Gomes se desculpou por ato "absolutamente machista". Verônica Lima respondeu: "Vossa excelência é um hipócrita"

Em pronunciamento na noite desta quarta-feira (7) na Câmara de Niterói, o vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL) pediu desculpas pela agressão verbal, com ataques machistas e lesbofóbicos, à vereadora Verônica Lima (PT), que não aceitou e disse que manterá um processo judicial contra ele.

“Na sala da presidência, na exaltação de uma discussão, eu cometi um ato absolutamente machista, agressivo, à vereadora Verônica. No ato que ocorreu a vereadora Benny [Briolly], representanto a bancada do PSOL, em meu nome, em nome do vereador Túlio, pediu desculpas no que eu referendei e pedi desculpas também”, disse Gomes no plenário. “É imperdoável e não se justifica”, emendou.

Na réplica, a vereadora petista afirmou que “desculpas eu não vou aceitar”.

“Eu fui vítima de um ato de homofobia, de machismo, de intimidação e desculpas não vai pagar o que vossa excelência me fez”, dizendo que foi a primeira vez que chorou no legislativo nitoriense. “Chorei de dor, porque é feio ver uma pessoa como vossa excelência dizer hipocritamente no microfone que é defensor da esquerda. Vossa excelência é um hipócrita”, disse.

Assista ao vídeo

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR