Imprensa livre e independente
10 de abril de 2019, 16h34

Líder ruralista chama deputada do PSOL de “verme” em audiência pública

Deputada Talíria Petrone solicitará formalmente o vídeo para analisar medidas cabíveis por quebra de decoro parlamentar do deputado Alceu Moreira (MDB-RS)

Talíria Petrone: "Lamentável" - Foto: Plínio Xavier/Câmara dos Deputados
A deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) foi chamada de verme pelo presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Alceu Moreira (MDB-RS), durante audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara nesta quarta-feira (10). A ofensa foi proferida após reação da parlamentar a declarações do ruralista, que proferia acusações sobre supostas ilegalidades em demarcações de terras indígenas. “Não sabe nada. Não te dei a palavra. Não tô conversando contigo. Aliás, se eu quiser falar com verme, eu converso contigo”, disparou Alceu, já com seu microfone desligado. A fala, porém, foi captada pela TV Câmara, que transmitia a audiência pública...

A deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) foi chamada de verme pelo presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Alceu Moreira (MDB-RS), durante audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara nesta quarta-feira (10).

A ofensa foi proferida após reação da parlamentar a declarações do ruralista, que proferia acusações sobre supostas ilegalidades em demarcações de terras indígenas.

“Não sabe nada. Não te dei a palavra. Não tô conversando contigo. Aliás, se eu quiser falar com verme, eu converso contigo”, disparou Alceu, já com seu microfone desligado.

A fala, porém, foi captada pela TV Câmara, que transmitia a audiência pública pela internet, como demonstra o vídeo – o qual Talíria solicitará formalmente para tomar as medidas cabíveis. Assista a partir dos 40 segundos

“Em nenhum momento desrespeitei o deputado e ele se referiu a mim, pelo que pude perceber, como verme. É muito lamentável, ainda mais durante a discussão de um tema tão importante. É lamentável que um deputado representante dos ruralistas, daqueles que querem avançar sobre terras indígenas, quilombolas, ampliar a violência no campo, também seja desrespeitoso aqui dentro. Vamos verificar se é quebra de decoro e pensar o que fazer”, declarou a deputada do PSOL à Fórum.

Veja também:  "Parece censura", diz Frota sobre "filtro" que Bolsonaro quer impor à Ancine

Após ser ofendida, Talíria chegou a se levantar, mas os ânimos foram contidos pelo presidente da comissão, o deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB-SP).

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, participava da audiência pública.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum