Imprensa livre e independente
17 de setembro de 2018, 07h59

Lula reafirma que Palocci não tem nada que possa comprometer eleição de Haddad

Palocci teria afirmado que Lula se envolveu diretamente em esquemas de propina

Foto: Reprodução
De acordo com um interlocutor, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou de dentro da prisão que Antonio Palocci não teria como comprometê-lo de forma comprovada em nenhum delito. As informações são da coluna de Mônica Bergamo. A jornalista diz que petistas estariam preocupados com o conteúdo de uma delação de Palocci. Que ela poderia ter consistência suficiente para conturbar a campanha do partido na reta final das eleições, caso ela seja divulgada. Consultado na prisão, Lula tranquilizou o interlocutor. A fala de Palocci, apesar de sigilosa, tem vazado para a imprensa. Ele teria afirmado que Lula se envolveu diretamente...

De acordo com um interlocutor, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou de dentro da prisão que Antonio Palocci não teria como comprometê-lo de forma comprovada em nenhum delito.

As informações são da coluna de Mônica Bergamo. A jornalista diz que petistas estariam preocupados com o conteúdo de uma delação de Palocci. Que ela poderia ter consistência suficiente para conturbar a campanha do partido na reta final das eleições, caso ela seja divulgada.

Consultado na prisão, Lula tranquilizou o interlocutor.

A fala de Palocci, apesar de sigilosa, tem vazado para a imprensa. Ele teria afirmado que Lula se envolveu diretamente em esquemas de propina. Ninguém, no entanto, tem informações precisas sobre o conteúdo das falas.

A delação de Palocci já tinha sido descartada pelo Ministério Público Federal. O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima chegou a afirmar que ela estava “mais para o acordo do fim da picada”. O ex-ministro acabou acertando colaboração com a PF.

 

Veja também:  Milton Leite, do SporTV, defende Lula Livre e regulação dos meios de comunicação

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum