Imprensa livre e independente
31 de março de 2017, 19h36

Mais uma vez, uma multidão toma as ruas de Recife contra o governo de Michel Temer

O protesto fez parte do Dia Nacional de Mobilizações contra a aprovação irrestrita da terceirização e contra as reformas capitaneadas pelo governo Temer, como a reforma da Previdência. Tom de sátira e presença de policiais civis apoiando os manifestantes marcaram o ato Por Pedro de Paula, colaborador da Rede Fórum Recife (PE) foi mais uma das inúmeras capitais brasileiras que tiveram, nesta sexta-feira (31), manifestações contra a terceirização irrestrita, aprovada recentemente na Câmara dos Deputados, e contra o governo de Michel Temer e suas reformas trabalhistas e da Previdência. Organizado pela Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo e Central...

O protesto fez parte do Dia Nacional de Mobilizações contra a aprovação irrestrita da terceirização e contra as reformas capitaneadas pelo governo Temer, como a reforma da Previdência. Tom de sátira e presença de policiais civis apoiando os manifestantes marcaram o ato

Por Pedro de Paula, colaborador da Rede Fórum

Recife (PE) foi mais uma das inúmeras capitais brasileiras que tiveram, nesta sexta-feira (31), manifestações contra a terceirização irrestrita, aprovada recentemente na Câmara dos Deputados, e contra o governo de Michel Temer e suas reformas trabalhistas e da Previdência.

Organizado pela Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo e Central Única dos Trabalhadores (CUT), o ato teve concentração às 15h na Praça da Independência (a Praça do Diário), no bairro de Santo Antônio, centro da capital, e saiu em marcha por volta das 16h30 até a avenida Conde da Boa Vista, onde a manifestação foi encerrada.

O protesto foi considerado pelos organizadores um aquecimento para o dia 28 de abril, quando está marcada uma greve geral.

Desta vez, serviços públicos, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), não sofreram paralisações.

Veja também:  Tabata Amaral disse que "mesmo sendo de esquerda", parlamentar do PSOL nunca maltratou ninguém

Uma curiosidade do ato desta sexta-feira foi o tom de humor. Michel Temer e seus aliados foram chamados de “zumbis” e ocorreram uma série de performances, como a dos policiais civis presentes no ato, que carregaram um caixão, simbolizando a morte dos direitos dos trabalhadores.

Confira abaixo algumas imagens da manifestação.

_MG_0064 _MG_0033 _MG_0001 _MG_0027 _MG_0012

Fotos: Pedro de Paula (Rede Fórum)

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum