Imprensa livre e independente
13 de março de 2019, 13h36

Major Olimpio diz que se professores e serventes estivessem armados, tragédia teria sido evitada

Para o senador, não permitir acesso a armas para "cidadãos de bem" foi nocivo à sociedade

Foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados
O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), afirmou em pronunciamento durante reunião da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ), na manhã desta quarta-feira (13), que “se os professores estivessem armados, se os serventes estivessem armados, essa tragédia teria sido evitada.” Para o senador, não permitir acesso a armas para “cidadãos de bem” foi nocivo à sociedade. A chacina Dois adolescentes encapuzados entraram na escola estadual Professor Raul Brasil, na manhã desta quarta-feira (13), em Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, efetuando disparos contra estudantes e uma funcionária. Segundo informações da TV Globo, os dois adolescentes...

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), afirmou em pronunciamento durante reunião da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ), na manhã desta quarta-feira (13), que “se os professores estivessem armados, se os serventes estivessem armados, essa tragédia teria sido evitada.”

Para o senador, não permitir acesso a armas para “cidadãos de bem” foi nocivo à sociedade.

A chacina

Dois adolescentes encapuzados entraram na escola estadual Professor Raul Brasil, na manhã desta quarta-feira (13), em Suzano, a 50 km de distância de São Paulo, efetuando disparos contra estudantes e uma funcionária.

Segundo informações da TV Globo, os dois adolescentes teriam matado dez pessoas e deixado outras de feridas.

Segundo a Polícia Militar, todo o efetivo da 1ª Companhia do 32º Batalhão de Suzano foi destacado para ir até o local. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu foram enviadas para a escola.

 

Veja também:  "Não tenho medo de ditador, de subditador, de projeto de ditador", diz Flávio Dino

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum