Imprensa livre e independente
28 de maio de 2018, 21h28

Manifestações em Brasília e SP pedem intervenção militar

Manifestantes, em sua maioria apoiadores de Jair Bolsonaro, usam a alta do preço da gasolina como mote para pedir que as Forças Armadas destituam o presidente Michel Temer e assumam o governo do Brasil. Esquerda também está nas ruas pedindo a saída de Pedro Parente da Petrobras

Foto: Reprodução/YouTube Jornal de Brasília
Cerca de mil manifestantes, de acordo com estimativas da Polícia Militar, realizaram no início da noite desta segunda-feira (28), em Brasília (DF), uma manifestação contra o preço da gasolina e em prol de uma intervenção militar. Com faixas e gritos de apoio ao movimento dos caminhoneiros contra a alta do preço do diesel, os manifestantes também demonstraram apoio ao deputado federal e pré-candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e, incoerentemente, se manifestavam contra as eleições presidenciais marcadas para outubro. “Generais do Exército, queremos vocês no poder”, dizia uma das faixas. “Eleições não!”, estava escrito em outra. Os manifestantes ainda gritavam...

Cerca de mil manifestantes, de acordo com estimativas da Polícia Militar, realizaram no início da noite desta segunda-feira (28), em Brasília (DF), uma manifestação contra o preço da gasolina e em prol de uma intervenção militar. Com faixas e gritos de apoio ao movimento dos caminhoneiros contra a alta do preço do diesel, os manifestantes também demonstraram apoio ao deputado federal e pré-candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e, incoerentemente, se manifestavam contra as eleições presidenciais marcadas para outubro.

“Generais do Exército, queremos vocês no poder”, dizia uma das faixas. “Eleições não!”, estava escrito em outra. Os manifestantes ainda gritavam “Fora, Temer”, palavra de ordem encampada principalmente em protestos de esquerda, e “Globo lixo”.

O ato direitista começou em frente ao Palácio do Planalto, passou pelo prédio do Ministério da Defesa e terminou na Esplanada dos Ministérios.

São Paulo

Também foi registrada, no início da noite, uma manifestação em prol da intervenção militar em frente ao MASP, na avenida Paulista, em São Paulo. O grupo, menor que o de Brasília, também ergueu faixas pedindo “ajuda” das Forças Armadas, beijou bandeiras do Brasil e entoou cantos de “eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”.

Veja também:  Toma lá, dá cá: Bolsonaro vai liberar nomeações para aprovar reforma da Previdência em segundo turno

Ato de esquerda

Próximo aos manifestantes de verde e amarelo, em frente ao escritório da Petrobras na avenida Paulista, manifestantes convocados pela Frente Brasil Popular pediam a saída de Pedro Parente do comando da estatal e protestavam contra a política de preços de combustíveis da empresa.

O ato também prestou solidariedade à categoria dos petroleiros, que prometeram greve para esta semana.

Manifestantes pedem a saída de Pedro Parente do comando da Petrobras em frente ao escritório da empresa na avenida Paulista. (Foto: NINJA)

 

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum