Imprensa livre e independente
10 de dezembro de 2018, 11h41

Márcio França diz que será candidato à Prefeitura de São Paulo, em 2020

“Saí maior do que entrei dessa eleição. E a vitória na capital me credencia a disputar a Prefeitura”, disse o governador

Foto: Reprodução
Em entrevista aos jornalistas Adriana Ferraz e Pedro Venceslau, publicada no Estadão desta segunda-feira (10), o governador Márcio França afirmou que, a partir do ano que vem, vai começar a articular sua candidatura à Prefeitura de São Paulo em 2020 baseada no recall de 10 milhões de votos que obteve na disputa estadual. “O resultado de São Paulo foi fabuloso, vejo quando ando pela cidade, especialmente nas periferias. É claro que o ideal seria ganhar, mas saí maior do que entrei dessa eleição. E a vitória na capital me credencia a disputar a Prefeitura.” Fórum precisa ter um jornalista em Brasília...

Em entrevista aos jornalistas Adriana Ferraz e Pedro Venceslau, publicada no Estadão desta segunda-feira (10), o governador Márcio França afirmou que, a partir do ano que vem, vai começar a articular sua candidatura à Prefeitura de São Paulo em 2020 baseada no recall de 10 milhões de votos que obteve na disputa estadual.

“O resultado de São Paulo foi fabuloso, vejo quando ando pela cidade, especialmente nas periferias. É claro que o ideal seria ganhar, mas saí maior do que entrei dessa eleição. E a vitória na capital me credencia a disputar a Prefeitura.”

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

França afirmou ainda que não vai prometer ao atual prefeito, Bruno Covas, que não disputará a Prefeitura, como Doria fez com ele em relação ao governo do Estado. “A grande eleição daqui a dois anos é a de São Paulo”, disse.

França disse também que a tendência da bancada do seu partido, o PSB, é ser oposição ao governo Bolsonaro. Além disso, se depender dele, deve atuar separado do PT. “No segundo turno, o meu partido, contra a minha vontade, anunciou apoio ao Haddad. Como então vamos ser situação agora? O que acontece, no entanto, é que na prática não se tem o controle sobre todos os deputados, aliás não sei quem vai ser base do Bolsonaro. Tenho dúvidas até sobre os deputados do PSL”, disse.

Veja também:  Opinião: Por que não gosto da deputada Tabata Amaral

Leia a entrevista completa no Estadão

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

 

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum