Imprensa livre e independente
23 de abril de 2018, 09h25

Marcos Valério fala à Folha e diz que mensalão foi invenção da imprensa

Valério disse ainda que “não faz bem para o país Lula preso”

A repórter Eliane Trindade, da Folha, entrevistou o ex-publicitário Marcos Valério, pivô do chamado escândalo do “Mensalão”, onde cumpre regime fechado na Apac (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) de Sete Lagoas (MG). Entre outras revelações, Valério disse que o “Mensalão” foi “invenção da imprensa para vender jornal, mas nunca foi Mensalão”. A seguir, disse que não poderia entrar em detalhes por conta das delações que está negociando. Valério dá aulas de pinturas aos companheiros de regime fechado e pinta telas que enfeitam a sala da administração do presídio. Fazia dez anos que não dava entrevistas. Com relação à prisão...

A repórter Eliane Trindade, da Folha, entrevistou o ex-publicitário Marcos Valério, pivô do chamado escândalo do “Mensalão”, onde cumpre regime fechado na Apac (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) de Sete Lagoas (MG). Entre outras revelações, Valério disse que o “Mensalão” foi “invenção da imprensa para vender jornal, mas nunca foi Mensalão”. A seguir, disse que não poderia entrar em detalhes por conta das delações que está negociando.

Valério dá aulas de pinturas aos companheiros de regime fechado e pinta telas que enfeitam a sala da administração do presídio. Fazia dez anos que não dava entrevistas.

Com relação à prisão de Lula, Valério disse que fica triste “pelos familiares e também pelo transformador que Lula foi. “Um ícone, né? Eu fico triste. Não faz bem para o país Lula preso.”

Leia a entrevista completa aqui.

Veja também:  Moro acertou reunião com Dallagnol e Polícia Federal para definir futuro da Lava Jato

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum