RISCOS METEOROLÓGICOS

São Paulo tem alerta de tempestades e risco de apagão

Inmet prevê chuvas intensas, ventos fortes e queda de granizo; população deve se manter alerta

Escrito en MEIO AMBIENTE el

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta nesta terça-feira (20) para a possibilidade de tempestades severas atingirem a região entre o norte do Rio Grande do Sul e o sul de Minas Gerais, abrangendo praticamente todo o estado de São Paulo. A previsão, que se estende até meia-noite desta quarta-feira (21), inclui a expectativa de chuvas volumosas entre 50 e 100 mm por dia, ventos intensos variando entre 60 e 100 km/h, além do risco de queda de granizo.

Os impactos previstos pelo Inmet incluem potencial corte de energia elétrica, danos em plantações, quedas de árvores e alagamentos. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura de São Paulo alerta para a possibilidade de chuvas intensas na capital, com a temperatura máxima atingindo apenas 25°C durante o dia.

Os dados do CGE mostram que, até a tarde de terça-feira (20), fevereiro já acumulou 108,1 mm de precipitação, representando 49,3% dos 219,1 mm esperados para o mês. A situação é semelhante à ocorrida nesta terça-feira, quando a Prefeitura de São Sebastião emitiu alertas de deslizamentos para os moradores, ressaltando o risco em regiões montanhosas.

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) registrou, em apenas uma hora, volumes expressivos de chuva na cidade do litoral norte paulista, atingindo 64 mm a 78 mm em Juquehy e 67,5 mm em Barra do Una, destacando a intensidade das precipitações.

Além da Grande São Paulo, outras regiões, como Sorocaba, Campinas, Baixada Santista e Vale do Paraíba, também devem enfrentar alto volume de chuvas ao longo desta quarta-feira.

O alerta se estende para a quinta-feira (22), que seguirá com previsão de chuvas isoladas desde o período da manhã, mantendo a instabilidade atmosférica e o potencial para alagamentos, transbordamentos de rios, córregos e quedas de árvores. A temperatura máxima está prevista para atingir em torno dos 27°C.

Diante desse cenário, as autoridades locais recomendam que a população esteja atenta às informações meteorológicas, evite deslocamentos desnecessários e tome medidas preventivas para minimizar os impactos das condições climáticas adversas.

Temas