CIÊNCIA

"Golfinho mumificado" aterroriza banhistas em praia

Animal foi encontrado por ambientalistas e enterrado após descoberta

Animal foi encontrado preservado por meses depois de morrerCréditos: Reprodução/LMMN no Facebook
Escrito en MEIO AMBIENTE el

Imagens de um assustador "golfinho mumificado" viralizaram nas redes sociais após serem divulgadas por um grupo de ambientalistas na Carolina do Sul, nos EUA.

Os ambientalistas da Rede de Mamíferos Marinhos do Lowcountry receberam um alerta das autoridades do condado de Beaufont, no mesmo estado, para averiguar um golfinho que foi encontrado na areia da praia de Hilton Head, uma ilha na costa atlântica do país.

O animal estava em alto grau de decomposição, mas por conta do sol e do sal, teve seu corpo desidratado e preservado meses após sua trágica morte por encalhamento nas areais.

"Nossa equipe recebeu uma ligação de Hilton Head. Nossa incrível parceira, Amber Kuehn, respondeu ao chamado sobre este golfinho mumificado e, devido ao estado do animal, poucas amostras foram coletadas", disse o órgão em nota.

"O animal foi enterrado no local. Embora ambos os animais não tenham fornecido muitas amostras, ainda coletamos informações sobre localização, espécie, sexo, idade/tamanho e pele, o que contribui para nossos dados de referência", continua.

Em entrevista ao portal estadunidense Livescience, Amber Kuehn esclareceu que a "mumificação" foi um termo utilizado pelos pesquisadores para descrever as condições pouco usuais de preservação do cadáver do mamífero.

A questão para os cientistas é: por que o cadáver - que aparentava estar morto há meses - não havia sido decomposto e destruído por decompositores?

Na realidade, ele estava se decompondo internamente, mas por conta da secura em seu pele, essa parte do corpo estava bastante preservada, o que pode ser definido com "mumificação parcial".

Amber Kuehn rejeitou que o animal estivesse realmente mumificado, mas o grupo da Rede de Mamíferos Marinhos de Lowcountry seguiu se referindo ao animal desta maneira.