Após operação da PF contra Salles, oposição se articula para abrir CPI do Meio Ambiente

"Diante da operação da PF, agora não tem volta: CPI já", disse o líder do PT na Câmara; Salles é investigado, entre outras coisas, por facilitação de contrabando de madeira ilegal

Deputados da oposição estão se mobilizando, nos corredores da Câmara Federal e nas redes sociais, nesta quarta-feira (19), pela abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as ações de Ricardo Salles no comando do Ministério do Meio Ambiente. A proposta já foi batizada de CPI do Meio Ambiente.

Os parlamentares já tinham conseguido, em abril, reunir 100 assinaturas em apoio a abertura da comissão, e agora tentam angariar assinaturas para chegar ao número mínimo que permite a instalação da CPI – 171.

Essa campanha para que se apure a conduta de Salles ganhou força nesta quarta-feira após a operação Operação Akuanduba, deflagrada mais cedo pela Polícia Federal e que tem o ministro com um dos alvos. Determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), a operação se deu no âmbito de uma investigação que apura crimes de corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e, especialmente, facilitação de contrabando de madeira ilegal e que teria o envolvimento de Salles e outros agentes públicos.

“Diante da operação da PF, agora não tem volta: CPI já. A CPI é crucial para investigarmos uma gestão que fez tudo para destruir o meio ambiente em todos os biomas do país, sem falar das suspeitas de envolvimento de Salles com organizações criminosas que agem contra a natureza, povos indígenas e quilombolas”, disse o líder da bancada do PT na Câmara, deputado Elvino Bohn Gass (RS).

Leia também – “Passar a boiada”: Saiba os motivos que levaram Ricardo Salles ser investigado por corrupção e contrabando

Já assinaram o pedido de abertura da CPI do Meio Ambiente os partidos PT, PSB, PDT, PSOL, PCdoB, Rede e PV. “Gente, precisamos da ajuda de vocês. Nós da oposição apresentamos o pedido de CPI p/ investigar Salles. Precisamos de 65 assinaturas p/ podermos exigir a abertura. Estamos na luta na Câmara, mas vamos pressionar aqui também subindo as tags #CPIDoMeioAmbienteJá #CPIdoMMAJá”, escreveu, pelas redes sociais, o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

“Já passou da hora da #CPIDoMeioAmbiente acontecer. Precisamos das assinaturas dos deputados para garantir que a devastação ambiental seja investigada”, endossou o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), em meio a inúmeras outras postagens do tipo que levam a tag #CPIdoMeioAmbiente e #CPIdoMeioAmbienteJá.

 

 

 

 

 

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR