Imprensa livre e independente
17 de março de 2019, 16h12

Menina de 10 anos se mata com arma do pai em São Caetano (SP)

De acordo com informações preliminares da polícia, criança teria pegado a arma do pai enquanto ele tomava banho; mãe morreu há 8 meses

Reprodução
Uma menina de 10 anos de idade se matou em São Caetano do Sul (SP), na manhã deste domingo (17), utilizando a arma do pai. O caso acontece em meio à discussão aberta sobre controle de posse de armas a partir do atentado de Suzano (SP). De acordo com guardas civis municipais que participaram da ocorrência, o pai, um funcionário público que não teve a identidade revelada, contou que estava tomando banho e ouviu um barulho de disparo. Quando se deparou com a filha, ela já estava morta no chão. O homem contou ainda que o revólver estava sem munição...

Uma menina de 10 anos de idade se matou em São Caetano do Sul (SP), na manhã deste domingo (17), utilizando a arma do pai. O caso acontece em meio à discussão aberta sobre controle de posse de armas a partir do atentado de Suzano (SP).

De acordo com guardas civis municipais que participaram da ocorrência, o pai, um funcionário público que não teve a identidade revelada, contou que estava tomando banho e ouviu um barulho de disparo. Quando se deparou com a filha, ela já estava morta no chão. O homem contou ainda que o revólver estava sem munição e que, portanto, a criança poderia ter carregado a arma sozinha.

Leia também
Massacre em escola é o estopim do imaginário pró-armas de Bolsonaro, diz especialista

Aluna da Escola Municipal Oswaldo Samuel Massei, a menina, que também teve o nome preservado, deixou, segundo informações da apuração preliminar, duas cartas que ainda não tiveram o conteúdo exposto.

De acordo com o site Repórter Diário, a criança falava abertamente sobre suicídio e sua mãe morreu há 8 meses.

Veja também:  Kim Kataguiri, do MBL, sai em defesa de Danilo Gentili por "patrulha politicamente incorreta da direita"

A arma do pai, do ano de 1991, tinha registro mas, segundo as investigações, estava em situação irregular. O caso foi registrado na delegacia sede de São Caetano.

Pelo Twitter, o prefeito da cidade, Auricchio Júnior (PSDB), lamentou o ocorrido. “Deixo minha solidariedade à família e aos amigos da menina que deu fim à própria vida hoje pela manhã, no bairro São José. Meus sentimentos a todos. São Caetano do Sul em luto.”

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum