JN destaca violência da polícia contra manifestantes anti-Bolsonaro na Itália

O telejornal relacionou o episódio de truculência com as agressões promovidas por seguranças de Bolsonaro contra jornalistas no domingo

Reprodução/GloboPlay
Escrito en MÍDIA el

O Jornal Nacional, da TV Globo, deu destaque nesta segunda-feira (1º) à reação truculenta de policiais contra manifestantes que protestavam contra a presença de Jair Bolsonaro na cidade de Anguillara Veneta, na Itália, onde o mandatário recebeu honraria de prefeita de extrema-direita.

Reportagem da jornalista Ilze Scamparini mostrou as mobilizações realizadas desde cedo por brasileiros e italianos contra Bolsonaro na cidade.

O telejornal exibiu a reação truculenta da polícia contra manifestantes que criticavam o presidente e relacionou o episódio com a agressão promovida por seguranças de Bolsonaro contra jornalistas no domingo.

"Foi a segunda ação violenta de policiais e seguranças ao redor de Bolsonaro na Itália contra pessoas que não estavam ali para se manifestar a favor do presidente", disse a jornalista.

Protestos contra Bolsonaro

O périplo de vexames de Jair Bolsonaro na Itália teve mais um capítulo nesta manhã de segunda-feira (1°). O presidente brasileiro foi a Anguillara Veneta, a cidade natal de seus antepassados, na Itália, e lá foi recepcionado por grupos de manifestantes que protestavam contra sua presença. Alguns fanáticos seguidores, vestidos de verde e amarelo e aos berros de ‘mito’, também foram às ruas. Segundo fontes da imprensa local, somadas, eram aproximadamente 200 pessoas entoando palavras de ordem contra o líder extremista.

Carregando faixas, uma delas com a inscrição “Ao lado do povo brasileiro – Fora Bolsonaro”, e vestidos com camisetas nas quais se lia “Ele não é um exemplo a ser seguido”, os grupos contrários ao presidente radical permaneciam isolados por policiais e agentes de segurança que escoltavam a comitiva do chefe do Executivo nacional.

O diário italiano Il Gazzettino, com sede em Veneza, informou que uma série de protestos foi registrada em pontos diversos da pequena Anguillara Veneta, o que levou ao cancelamento da cerimônia de recepção organizada pela prefeita de direita Alessandra Buoso. Bolsonaro estava o tempo todo acompanhado do deputado ítalo-brasileiro Luis Roberto Lorenzato, da Liga, um partido de extrema direita do país peninsular.