Wassef ameaça jornalista do Uol após reportagens sobre rachadinhas

Juliana Dal Piva é a responsável pela série de reportagens que revelou áudios comprometedores contra o presidente

Frederick Wassef - Foto: Reprodução/GloboNews
Escrito en MÍDIA el

O advogado Frederick Wasseff, representante legal do presidente Jair Bolsonaro, enviou mensagens ameaçadoras à jornalista Juliana Dal Piva, do portal Uol, após a profissional de imprensa publicar uma série de reportagens com áudios que apontam envolvimento direto do presidente em esquemas de corrupção de rachadinhas.

"Por que não se muda para a grande China comunista e vai tentar exercer sua profissão por lá ???? Faca lá o que você faz aqui no seu trabalho, para ver o que o maravilhoso sistema politico que você tanto ama faria com você. Lá na China você desapareceria e não iriam nem encontrar o seu corpo", disse o advogado em trecho da mensagens encaminhada à jornalista, conforme revelou a própria no Uol.

Wasseff faz insinuações de que Piva seria socialista, comunista e "soldada da esquerda brava". "Por que faz o que faz com quem tenta livrar o Brasil da maldita esquerda ??? Voce teve este mesmo empenho e obsessao com aqueles da esquerda que desviaram BILHOES DE DOLARES atravez de mil esquemas fraudulentos ???", escreveu Wasseff.

A ameaça foi feita em meio à publicação da sequência de reportagens em que Piva revela os laços do esquema de corrupção conhecido como “rachadinha”. Áudios obtidos pela colunista mostram que o presidente seria o comandante da operação que consiste em subtrair um percentual dos salários de servidores lotados em cargos comissionados, alguns deles funcionários fantasmas.

"Fiz e farei meu trabalho com a mesma correção e responsabilidade que sempre o fiz e em prol do interesse público. Mensagens como essa não me intimidam. As consequências disso serão encaradas no foro competente", disse a jornalista em seu perfil no Twitter.

https://twitter.com/julianadalpiva/status/1413643030347796481