TATÁ WERNECK

Marcelo de Carvalho, da RedeTV!, responde piada de Tatá Werneck com baixarias pessoais

Atriz alfinetou a emissora durante o Prêmio Multishow; empresário bolsonarista, que já a processou, não suportou a brincadeira e partiu pra baixaria

Tatá Werneck.Créditos: Redes Sociais
Escrito en MÍDIA el

O empresário bolsonarista Marcelo de Carvalho, vice-presidente e um dos sócios da RedeTV!, não gostou nem um pouco da piada que a atriz e apresentadora Tatá Werneck fez na última terça-feira (7), sobre a emissora no Prêmio Multishow 2023.

Em sua resposta, o empresário partiu para baixarias ao citar a vida pessoal de Werneck. Ele citou também a investigação por uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) de criptomoedas que ela, Cauã Reymond e Marcelo Tás sofreram por fazer propaganda para a Atlas Quantum, empresa acusada de aplicar golpes de mais de R$ 7 bilhões, lesando cerca de 200 mil investidores. Com relação à esta investigação, a atriz move ação contra a empresa.

Marcelo considerou piada "mau gosto" o comentário de Tatá na premiação. "Acho lamentável uma profissional do mercado fazer chacota de mau gosto com relação a outra empresa, que emprega milhares de colaboradores que, como ela, merecem todo o respeito", afirmou.

Segundo o empresário, "mais interessante seria fazer chacotas com sua rica vida pessoal, repleta de pautas interessantes como seus problemas matrimoniais ou sobre a empresa fraudadora de clientes de criptomoedas e investigada por uma CPI".

A piada de Tatá Werneck

A piada da apresentadora que deu início à briga foi um comentário sobre o preço que havia pago na roupa que vestia para a cerimônia: "Eu fiz uma piada dizendo que o meu vestido tinha o mesmo valor da grade da RedeTV! e fui processada. Eu quero pedir desculpas e dizer que este ano eu vim com um vestido mais caro do que a grade, para a gente não ter esse problema."

Tatá chegou a ser processada pela emissora, que pedia R$ 50 mil de danos morais, além de uma retratação da atriz e apresentadora em suas redes sociais e no mesmo Multishow, logo depois da premiação. No entanto, no ano passado saiu a sentença e a Justiça interpretou que foi uma piada incapaz de mudar a imagem das pessoas sobre a TV.