terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

ABI pede proteção a repórter que denunciou Dia do Fogo

A Associação Brasileira de Imprensa enviou ofício neste domingo ao governador do Pará, Helder Barbalho, pedindo a proteção ao jornalista Adécio Piran, que estaria sofrendo ameaças por ter feito uma reportagem denunciando que o “Dia do Fogo” de Novo Progresso (PA) ia acontecer.

Adécio Piran é editor do jornal Folha do Progresso, de Novo Progresso, e publicou no dia 5 de agoto que aconteceria um “Dia do Fogo” em 10 de agosto, quando produtores e/ou criadores da região da BR-163 decidiram colocar fogo nas margens da estrada.

Na carta, a ABI pede “o empenho pessoal do governador e de todo o seu governo para garantir a vida do jornalista e a manutenção do jornal, uma vez que anunciantes também estariam sendo pressionados de forma a inviabilizar economicamente a publicação”.

A associação destaca que as ameaças começaram após repercussão internacional da notícia. “As ameaças ao jornalista só ocorreram depois que a notícia por ele divulgada no dia 5 de agosto teve repercussão internacional. Isto ocorreu por conta do trabalho de reportagem da revista Globo Rural que, ao saber da informação sobre o Dia do Fogo, buscou informações no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE confirmando o aumento considerável das queimadas no dia 10 de agosto- a tal Data do Fogo – na região de Novo Progresso”, disse.

A ABI destaca ainda que a matéria de Adécio fez o procurador da República de Itaituba (PA), Paulo de Tarso Moreira Oliveira, “buscar informações antecipadamente junto ao Ibama da região sobre as providências para se evitar as queimadas, mas descobriu que os ficais não receberam ajuda nem da Polícia Militar nem da Força Nacional”.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.