domingo, 27 set 2020
Publicidade

Colunista de O Globo que fez texto do “perdão ao PT” agora fala em “Lula x Haddad”

O colunista Ascânio Seleme, o mesmo que na semana passada fez texto afirmando que o PT deveria ser perdoado, voltou à carga. Em sua coluna deste sábado (18), ele tenta colocar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

Para o colunista, há dois PTs em conflito: “um deles é o de Lula, o que manda, e tem entre seus expoentes Gleisi Hoffmann e José Dirceu. Estes não querem nem ouvir falar de entendimento político, de frente contra Bolsonaro. Apostam na ruptura como única forma de retomar o poder. Entendem que um alinhamento com as demais forças do campo democrático pode resultar na eleição de um não petista”.

O outro PT, para ele “tão de esquerda quanto o de Lula, ou até mais do que este”, que seria liderado por Fernando Haddad, “entende que é urgente superar a etapa do ‘nós contra eles’ e que um grande entendimento entre as forças políticas democráticas não é apenas necessário, é urgente”.

O colunista afirma ainda que “esse grupo (o de Haddad) não tem as amarras populistas de Lula e companhia, é mais moderno, pensa no futuro e não se contenta apenas com o atendimento de interesses imediatistas e corporativistas”.

Ao final, ele afirma que “um país como o nosso, com um abismo social que mantém dezenas de milhões de brasileiros à margem do bem-estar e do progresso, precisa de um partido de esquerda forte, moderno e eficiente. Coisa que o PT de Lula não é”.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.