Fórum vence na Justiça véio da Havan, que tentava censurar reportagem sobre dívida com a Receita

Empresário bolsonarista, Luciano Hang tentava censurar reportagem que revela que ele parcelou em 115 anos uma dívida de R$ 168 milhões com a União, enquanto comprou jatinho de R$ 250 milhões.

A Fórum derrotou na Justiça o empresário Luciano Hang, o véio da Havan, que tentava censurar reportagem sobre a negociata que parcelou em 115 anos uma dívida de de R$ 168 milhões com a Receita Federal e o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), enquanto comprou um jatinho no valor de R$ 250 milhões.

Leia também:
Pandora Papers: Véio da Havan escondeu offshore em paraíso fiscal por 17 anos
Relatório da CPI: Renan pede indiciamento de Malafaia, Véio da Havan e outros divulgadores de fake news

No processo, o empresário demandava indenização de R$ 25 mil e a censura judicial da reportagem.

No dia 11 de agosto de 2020, a ação foi julgada improcedente pela 11ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, com a condenação dos autores ao pagamento das custas e de honorários advocatícios de 15% sobre o valor da causa.

Hang e a Havan recorreram ao Tribunal de Justiça de São Paulo contra a sentença, por meio de recurso de apelação.

Nesta terça-feira (23), a 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal negou provimento à apelação, por três votos a dois, mantendo a decisão de primeiro grau que havia rejeitado a ação contra a Fórum.

Para o advogado Gabriel Azevedo Borges, do escritório Santo, Borges, Sena Advogados, que defende a Fórum e sustentou oralmente a ação no Tribunal, “a decisão reflete a garantia do direito à crítica jornalística sobre fatos verídicos e de interesse social envolvendo uma pessoa pública”.

“Quem escolhe se expor na esfera pública, colhendo os frutos dessa exposição, deve em contrapartida suportar o ônus de ser criticado por suas ideias e sua conduta pessoal. Essa é uma dimensão fundamental da liberdade de imprensa, assegurada pela Constituição e que, felizmente, prevaleceu no julgamento no Tribunal de Justiça de São Paulo”, concluiu.

Publicidade

Da decisão, ainda cabem recursos ao Superior Tribunal de Justiça e Supremo Tribunal Federal.

Notícias relacionadas

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR