O que o brasileiro pensa?
27 de janeiro de 2020, 21h42

Glenn anuncia Vaza Jato “perto do fim”

Editor do The Intercept Brasil se tornou alvo de uma denúncia do Ministério Público, que o acusa de colaboração com os hackers que vazaram mensagens do celular de autoridades

Glenn Greenwald - Foto: Reprodução/TVT

O jornalista Glenn Greenwald, editor do site The Intercept Brasil, anunciou em entrevista ao site MyNews divulgada nesta segunda-feira (27) que a série de reportagens Vaza Jato está “perto do fim”.

“Eu sempre disse que a Vaza Jato estava mais perto do começo do que do fim. Mas agora posso dizer que ela está mais perto do fim do que do começo”, afirmou.

A série, que teve início em julho de 2019 e contou com a colaboração de outros veículos de imprensa, tanto nacionais quanto internacionais, revelou atos anti-éticos e até mesmo ilegais por parte do ex-juiz Sérgio Moro e de procuradores do Ministério Público na condução da operação Lava Jato. Diálogos vazados por supostos hackers a Glenn Greenwald serviram de base para as matérias.

Ao todo, foram publicadas 95 reportagens. A mais recente delas foi publicada no dia 20 de janeiro e aponta que a Lava Jato usou site O Antagonista para interferir na escolha do presidente do Banco do Brasil.

Perseguição 

O anúncio sobre o fim da Vaza Jato vem em meio à denúncia que Glenn Greenwald foi alvo, na semana passada, por parte do procurador Wellington Oliveira, do Ministério Público Federal (MPF). Ele acusa o jornalista de ter colaborado com os supostos hackers que invadiram o celular de autoridades e vazaram as mensagens que serviram de base para a série de reportagens.

“Isso é obviamente uma retaliação pelo governo Bolsonaro. Nós nunca seremos intimidados por alguém abusando do aparato do Estado. Nós vamos continuar a fazer nosso jornalismo e nosso trabalho para uma próxima reportagem”, afirmou Glenn no dia da denúncia, ressaltando que o procurador Wellington Oliveira, que fez a denúncia, é o mesmo que denunciou, no dia 19 de dezembro, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, sob a acusação de ter caluniado o ministro da Justiça, Sérgio Moro.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum