GloboNews é criticada por deixar Osmar Terra pregar contra o isolamento social em rede nacional

Ex-ministro da Cidadania participou de debate com ex-ministros da Saúde sobre o coronavírus e, como de praxe, seguiu afirmando, sem base alguma, que o isolamento social não funciona; Mandetta não conseguiu esconder a indignação

Telespectadores e internautas vem tecendo, desde a noite deste sábado (9), fortes críticas à GloboNews por ter dado espaço ao deputado federal Osmar Terra (MDB), ex-ministro da Cidadania do governo Bolsonaro, em um debate sobre a pandemia do coronavírus com ex-ministros da Saúde.

Notório negacionista científico, o que lhe rendeu o apelido de “Osmar Trevas”, o parlamentar usou o debate com Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde de Bolsonaro, e Humberto Costa, senador e ex-ministro da Saúde de Lula, para seguir com seu discurso anti-isolamento.

Sem qualquer base científica ou dados concretos, Terra afirmou que as medidas de isolamento não funcionam – o que contraria a versão da Organização Mundial de Saúde (OMS) e especialistas sobre o tema.

“É preciso acalmar a população, ela sabe decidir se for bem informada. Depois que a epidemia está circulando, trancar as pessoas em casa é um erro. Fique em casa, fique em casa, fique em casa. Isso não tem. 10 mil mortos com essa quarentena. Não tem resultado isso. E não seria pior se não tivesse”, disparou.

Nas redes sociais, internautas protestaram contra a participação do emedebista no programa. “Quando se coloca Mandetta e Humberto Costa para debater já há contraponto suficiente, há uma divergência ideológica ali, mas o debate se dá num nível racional. A Globo News ao incluir Osmar Terra prejudica o debate porque sua fala é negacionista, baseada em achismo e fake news”, escreveu um internauta.

Quem também se indignou foi o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta. Enquanto Osmar Terra pregava contra o isolamento, Mandetta não conseguia esconder sua repulsa, levando as mãos ao rosto por inúmeras vezes.

“Quem coloca os fatos de forma mais dura, todos os dias, é o vírus. Nós vamos ter que passar por isso. Isso não é nenhum prazer passar por isso. Isso é terrível. Enquanto a gente tiver imprensa livre mostrando os fatos, os fatos vão falar por si”, disse o ex-ministro, fazendo uma enfática defesa das medidas de isolamento social.

Já o senador Humberto Costa, além de defender o isolamento, apontou a falta de liderança de Jair Bolsonaro para a contenção da pandemia no país.

“O grande peso para que nós tenhamos esta quebra da lógica do isolamento social é a falta de liderança política, é a falta de coordenação e articulação desse processo”, pontuou o petista.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.