Jornal Nacional dá avalição de Bolsonaro no Datafolha e não fala nada de liderança eleitoral de Lula

A Globo chegou a publicar o levantamento que mostra ampla vantagem do petista em seu site jornalístico, o G1, mas escondeu a notícia em seu principal telejornal

Pelo segundo dia consecutivo, o telejornal de maior audiência do país, o Jornal Nacional, da Globo, ignorou completamente a pesquisa Datafolha sobre as eleições de 2022 que mostra o ex-presidente Lula liderando a corrida pelo Palácio do Planalto com ampla vantagem.

A notícia, que tem relevância nacional e causa reações nas mais diferentes áreas, já havia sido ignorada pelo telejornal nesta quarta-feira (12), dia em que a Folha de S. Paulo divulgou o levantamento de seu instituto. O estudo sobre a eleição de 2022, na Globo, só ganhou espaço no portal G1.

O mesmo Datafolha também divulgou uma pesquisa sobre a avaliação do governo Bolsonaro. Esta, diferente da pesquisa eleitoral, no entanto, ganhou destaque no Jornal Nacional desta quinta-feira. O levantamento aponta que a avaliação de ruim e péssimo subiu de 44% para 45% e que o índice daqueles que consideram o governo bom e ótimo caiu de 30% para 24%.

Além da Fórum, o colunista Mauricio Stycer, do portal UOL, também chamou a atenção para o fato do JN ignorar uma pesquisa eleitoral de tal relevância para o debate público. “É fato que o principal telejornal da Globo não tem divulgado pesquisas sobre intenção de voto em 2022. É uma prática da emissora. Mas ignorar o Datafolha desta quarta-feira é fechar os olhos para uma notícia de impacto em todas as áreas e mostra que algumas práticas não se justificam. Os números da pesquisa repercutiram nos principais veículos de informação do país”, escreveu.

Números da pesquisa

Segundo o Datafolha, Lula tem 41% das intenções de voto, que representa quase a soma de das intenções de voto de todos os seus possíveis adversários. Em segundo lugar, o presidente Bolsonaro figura com 23%. Bem abaixo dele aparecem o ex-juiz Sérgio Moro, com 7%, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 6% e o apresentador de televisão Luciano Huck, com 4%.

Na simulação de segundo turno, Lula venceria Jair Bolsonaro com 55%, contra 32% do atual presidente. 11% votariam em branco ou nulo e outros 2% não sabem ou não responderam.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.