Jornal Nacional reage a campanha antivacina de Bolsonaro em editorial

Durante live realizada nesta quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a imunização de crianças e disse que tem algo "errado" com a vacina

O Jornal Nacional, da TV Globo, divulgou um editorial nesta quinta-feira (6) com duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro pela campanha antivacina que tem sido empreendida pelo mandatário nos últimos dias. Bolsonaro tem atacado reiteradas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por liberar a imunização de crianças e questionado a eficácia das vacinas.

As declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre as mortes de crianças por Covid afrontam a verdade e desrespeitam o luto de milhares de brasileiros – parentes e amigos das mais de 300 vítimas de 5 a 11 anos. O presidente também desrespeita todos os técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária ao questionar qual seria o interesse da Anvisa com a autorização da vacinação de crianças. O interesse da Anvisa está expresso na lei que a criou: coordenar o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, em defesa da saúde da população”, diz trecho de editorial lido pelo apresentador William Bonner no JN.

O telejornal da Globo apontou que Bolsonaro desrespeita a Constituição ao atentar contra a saúde pública e disse que o governo “retardou a decisão sobre as vacinas para crianças” e “convocou uma consulta pública estapafúrdia”.

“Em razão dessa demora, as famílias brasileiras têm ainda que aguardar ao menos mais sete dias até a chegada das primeiras doses pediátricas. Como se não bastasse, nesta quinta-feira (6), ele insistiu em atacar as vacinas. O presidente Jair Bolsonaro é responsável pelo que diz, pelo que faz. Espera-se que venha também a ser responsável por todas as consequências daquilo que faz e diz”, finaliza o editorial, que pode ser lido aqui na íntegra.

Bolsonaro voltou a atacar a Anvisa nesta quinta-feira. Pela manhã, sugeriu que a Anvisa teria interesses “por trás” com a vacinação e disse que há pessoas “taradas” por vacina.

À noite, durante sua live presidencial, Bolsonaro reafirmou que não irá vacinar a filha Laura, de 11 anos, e chegou a dizer que “alguma coisa deve estar errada” com as vacinas desenvolvidas contra a Covid-19. “A vacina não garante que você possa não contrair o vírus. Assim como não diz nada se você está livre de morte”, disse. O presidente ainda disse que a Anvisa teria virado um novo Poder.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global