O que o brasileiro pensa?
07 de fevereiro de 2020, 11h45

Leo Dias expõe Gugu Liberato com fotos de suposto namorado

O colunista, que já foi vítima de vazamento usando drogas, revelou nome e imagem

O colunista Leo Dias. Foto: Divulgação

O colunista Leo Dias, em sua estreia na Rádio Metrópoles 104.1FM, do Grupo Metrópoles, nesta sexta-feira (7), revelou nome e imagens de um suposto namorado do apresentador Gugu Liberato, morto em novembro, após um acidente doméstico.

O caso se espalhou rapidamente pelas redes e foi para o primeiro lugar entre os assuntos mais comentados do Twitter.

O próprio Leo Dias foi vítima de um vazamento, no final de janeiro deste ano. Nas imagens, que começaram a circular no Twitter, o jornalista aparece usando drogas.

Em longo relato, Dias expôs seus sentimentos com relação ao uso de drogas. Ele já confirmou, em diversas ocasiões, ser dependente químico. No desabafo, o colunista afirma que pensou em tirar a própria vida após a divulgação das imagens.

Compromisso conjunto para a criação de filhos

Foi analisado pela Justiça de São Paulo, na última terça-feira (4), o contrato nupcial firmado em 2011 entre Gugu Liberato e Rose Di Matteo.

O contrato se chama: ‘compromisso conjunto para a criação de filhos’ e traz detalhes de como os dois iriam conduzir a criação dos filhos.

A juíza Eliane Ferreira, da 1ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de São Paulo não acatou o pedido da viúva de Gugu de bloquear 50% dos bens do apresentador.

Para a juíza, as declarações firmadas por Rose e Gugu no contrato derrubam a tese da união estável.

Filhos concebidos na clínica do médico Roger Abdelmassih

O valor total do patrimônio do apresentador Gugu Liberato pode chegar a 1 bilhão de reais. E é por essa quantia que a sua família começou a brigar, logo depois do seu enterro.

Para a família de Gugu, Rose e o apresentador eram apenas amigos que decidiram ter filhos. Daí a ausência e a não contemplação dela na herança.

Parentes de Gugu afirmam que o casal nunca teve relacionamento amoroso. Os três filhos do casal foram concebidos na clínica do médico Roger Abdelmassih, que depois seria condenado a 181 anos de prisão por 48 estupros em 37 pacientes em sua clínica de reprodução assistida. “Eu e Gugu éramos um casal, e chegou uma hora em que decidimos ter filhos. Como eu tinha ovário policístico, procuramos o doutor Roger”, explica Rose.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum