terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Mulher invade link da Globo em hospital de Sorocaba e diz que superlotação é “mentira”

O repórter Romeu Neto e o apresentador Rodrigo Bocardi, do Bom Dia SP, da Globo, foram surpreendidos na manhã desta quinta-feira (23) com uma mulher que invadiu um link ao vivo em frente à Santa Casa de Sorocaba, no interior de São Paulo.

Neto falava sobre o recorde de casos de Covid-19 na cidade e noticiava a superlotação dos leitos do hospital, quando uma mulher o interrompeu dizendo: “Mentira, isso é mentira, tem um monte de leitos aqui”. De acordo com a secretaria de Saúde da cidade, os 40 leitos de UTI para pacientes com coronavírus na unidade de saúde estão lotados.

A invasão pegou o apresentador Rodrigo Bocardi de surpresa. “Ele tava relatando o problema. Tem que saber o que ela está dizendo que é mentira, o que a prefeitura tem feito para população de Sorocaba? Quando ele tiver o esclarecimento disso, pode voltar”, disse.

“Ou se ela está dizendo do que você está falando, que ela possa apontar e nos trazer aqui o esclarecimento. Se ela não estiver de acordo, se achar que o que Romeu estava dizendo é mentira, que a gente possa debate para saber qual é, vamos buscar a verdade sempre”, completou Bocardi.

Mais tarde, o repórter voltou com um link ao vivo e revelou que abriu espaço para que a mulher explicasse o porquê acredita que o dado de superlotação é mentiroso, mas ela se recusou a dar esclarecimentos.

Negacionismo e incentivo à invasão

A postura da mulher que invadiu o link da Globo para negar os dados de superlotação é endossada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Em 11 de junho, durante uma live, Bolsonaro disse que ninguém morreu por falta de leito de UTI e incentivou as pessoas a invadirem hospitais para filmarem e comprovarem que não há superlotação.

“Se tem um hospital de campanha perto de você, dá um jeito de entrar e filmar. Muita gente está fazendo isso, mais gente tem que fazer para mostrar se os leitos estão ocupados ou não”, disparou o presidente.

Após esta fala de Bolsonaro grupos passaram a invadir hospitais, como aconteceu no Rio de Janeiro, exatamente um dia após a live do presidente.

Ivan Longo
Ivan Longo
Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.