Pedro Bial faz artigo onde busca justificar ataque grosseiro a Lula

Em uma história longa, o apresentador afirma que Lula teria mentido. Mas não consegue deixar clara mentira alguma. Leia aqui

O jornalista Pedro Bial publicou artigo nesta segunda-feira (19), na Folha, onde procura se justificar da piada que fez durante o programa ‘Manhattan Connection’, na TV Cultura. Na ocasião, Bial afirmou que só entrevistaria o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se fosse com um polígrafo (detector de mentiras).

Após a piada, que fez os apresentadores do programa, todos declaradamente antipetistas, caírem na risada, a internet desabou sobre Bial. A frase colocou, Jô Soares, o seu antecessor no horário da TV Globo, entre os assuntos mais comentados do dia. O humorista Gregório Duvivier foi um dos que reagiu e afirmou que Bial entrevista general com sorriso no rosto.

O apresentador começa o artigo agradecendo ao editor do jornal o espaço e, logo a seguir, diz que lhe cravaram o adjetivo “grosseiro” por ser mais chamativo nas redes sociais, mas, segundo ele “mais honesto seria ‘jocoso’ ou ‘irreverente’, mas talvez não fosse tão chamativo”.

Bial recorda que “o ex-presidente disse que queria falar para mim, mas só se fosse ao vivo, pois não tinha confiança na minha edição. Conheço Lula há 40 anos, já o entrevistei algumas vezes, apenas uma ao vivo, quando fez suas primeiras declarações como presidente eleito, ao ‘Fantástico’, em 2002”.

 A seguir, ele diz que “grosseria é pressupor malícia e ousar impor condições como ‘só faço ao vivo, não confio na edição’”.

“Não, o caso é pessoal. Lula sabe muito bem que já mentiu a meu respeito. A verdade está registrada, há provas e testemunhas”, escreve o apresentador e diz que, “no fim de 2005, o então presidente me recebeu no Palácio do Planalto para uma entrevista sobre o escândalo do mensalão, que àquela altura trazia a sombra do impeachment. Seus assessores André Singer e Clara Ant são testemunhas do que vou narrar. Além deles, os diretores do Jornalismo da Globo, Carlos Schroder e Ali Kamel, também estavam presentes”.

Bial diz que foi “educado” durante a entrevista, mas que fez “perguntas incômodas”. Logo após a entrevista, Lula teria sido “afável” com os convidados e chegou, segundo Bial, a pedir opiniões e “as ouviu como se fossem conselhos”.

“Oito anos depois, diante de uma claque de blogueiros governistas, Lula inventou uma versão daquele encontro no Planalto”, afirmou Bial. Lula teria dito: “vocês estão lembrados da agressividade do Bial quando ele foi me entrevistar no Palácio? Eu poderia ter levantado e falado: ‘Cai fora do meu gabinete!’. Não. Eu falei: ‘Vou mostrar para esse cidadão que educação a gente não aprende na escola, a gente aprende no berço’”, revelou então o apresentador.

Publicidade

Esta, enfim, teria sido a mentira de Lula para Bial.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR