Pressão nas redes faz Globo dar matéria grande no Fantástico sobre protestos contra Bolsonaro

Programa mostra o caso de dois homens, que não estavam na manifestação no Recife, mas foram alvejados por balas de borracha da Polícia Militar

Ao contrário do Jornal Nacional de sábado (29), que apresentou uma cobertura discreta das manifestações contra Jair Bolsonaro, o Fantástico, neste domingo (30), deu amplo espaço para os protestos, principalmente para as ações de violência policial em Recife (PE).

A pressão nas redes sociais pela falta de cobertura por parte da grande imprensa fez a Rede Globo ceder e dar espaço às manifestações históricas espalhadas pelo país.

O programa dominical das noites de domingo mencionou os atos espalhados por todo o país e deu ênfase ao que ocorreu na capital pernambucana.

O Fantástico mostrou o caso de dois homens, que não estavam no protesto, mas que foram alvejados por balas de borracha da Polícia Militar.

A esposa de um jovem que voltava do mercado e foi vítima da truculência policial, contou à reportagem que o marido tinha ido comprar carne e quando voltava foi alvejado por uma bala de borracha da PM.

A matéria abordou, ainda, o caso de um homem de 51 anos, que também foi vítima de bala de borracha. Daniel Campelo da Silva, que não participava dos atos, foi atingido. Segundo o programa da Globo, ambos precisarão de cirurgia, mas a possibilidade de perder a visão é grande.

Gás lacrimogêneo

Além de balas de borracha, os policiais jogaram bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes. Em vídeo que circulou nas redes sociais, um militante é arrastado por dois policiais. Em outro, manifestantes correm para se proteger das bombas de gás no centro da capital pernambucana.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.