O que o brasileiro pensa?
14 de maio de 2020, 16h41

Rodrigo Bocardi questiona veracidade dos mortos por coronavírus e é endossado pro Eduardo Bolsonaro

O apresentador da TV Globo foi na contramão de especialistas e afirmou que os números de mortes por Covid podem ser menores do que os que são apresentados

Reprodução/TV Globo

Ao se defender de um comentário feito por uma telespectadora que criticava a abordagem do Bom Dia São Paulo sobre o atendimento do sistema público de saúde, o apresentador Rodrigo Bocardi colocou em dúvida a real situação do coronavírus no Brasil. A cena foi ao ar na quarta-feira (13), mas ganhou repercussão entre bolsonaristas nesta quinta.

“#BDSP Se a consulta é urgente entendo as pessoas exigirem passar no médico, mas se a consulta pode esperar, por que vai ficar sobrecarregando as UBS? Generalizar ou sair atacando as secretarias de saúde, com um governo federal que faz isso todos os dias, não adianta!”, disse a espectadora Stelita nas redes sociais.

Bocardi, então, defendeu o telejornal e disse que é preciso que as consultas e exames continuem funcionando regularmente. Ao fazer tal afirmação, o âncora ainda se deixou levar por teorias conspiratórias.

“A gente não sabe claramente aqui no nosso país exatamente quem morre de Covid. A gente tem visto relatos aí de pessoas… Olha, a gente viu no Rio de Janeiro, ontem, fiquei chocado. Noticiado pelo nosso telejornal no Rio, uma pessoa de escola de samba foi atropelado, duas vezes testou negativo para a Covid e morreu com Covid, entrou pros índices”, disse.

“Então, assim, qual é a real? As pessoas, de repente, estão morrendo de outra coisa e é Covid? A gente precisa ter essa clareza”, completou.

O caso que Bocardi se referia foi a morte do sambista David Corrêa, compositor de sambas-enredos antológicos no Carnaval carioca. Ele foi atropelado em abril e estava internado

Segundo o Bom Dia Rio, ele morreu de insuficiência renal e em seu atestado consta Covid. O telejornal, não mencionou, no entanto, os “dois testes negativos”. O RJ1 colocou Corrêa entre os mortos por Covid no estado, mas destacou que dois testes anteriores deram negativo – sem polemizar sobre a situação, como fez Bocardi.

A declaração foi repercutida por bolsonaristas, que afirmam que os números de Covid estão sendo aumentados pelos estados – apesar de relatos de especialistas afirmarem que é grande a subnotificação.

Os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e Daniel Silveira (PSL-RJ) estão entre os que publicaram trecho da fala do apresentador. O filho do presidente ainda distorceu a declaração do âncora.

“Sincericídio não é tolerado na Globo. Temo pelo emprego do jornalista Rodrigo Bocardi por ter falado essas verdades e criticado a cobertura sobre o COVID na própria TV em que trabalha, a Globo”, tuitou Eduardo.

Racismo

No início desse ano, Bocardi protagonizou um episódio que gerou críticas por comentário racista. Ele perguntou a atleta negro de polo aquático se ele era “catador de bolinhas” no Clube Pinheiros. O atleta cubano Leonel Diaz, alvo da vez, disse que comentário do apresentador foi “mal-intencionado” e pediu retratação.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum