Startup de educação financiada por Luciano Huck pede dízimo a professores, diz site

Reportagem do site The Intercept, revela áudio do diretor do grupo Alicerce Educação garantindo "retorno espiritual" aos professores que doarem 10% dos salários. Startup é financiada por Armínio Fraga e Luciano Huck, que atua também como garoto-propaganda

Reportagem do site The Intercept, disponível até a manhã deste sábado (9) apenas para assinantes da newsletter, revela que o grupo Alicerce Educação, uma startup de reforço escolar financiada pelo apresentador da Globo Luciano Huck, está pedindo a doação de 10% dos salários pelos professores.

Leia também: Startup de Luciano Huck dispensa todos os funcionários por WhatsApp

Segundo o Intercept, em reunião em outubro passado, o diretor da empresa, Paulo Batista, disse que o retorno será “espiritual” e que o dízimo não para é para a startup, mas “para as crianças”.

“Busque dentro de você, faça uma reflexão, converse com seus princípios, olha para trás, olhe para o impacto que o Alicerce teve na sua vida financeira e se encontrar caminhos, se encontrar possibilidade, que você faça uma doação de 10%… Não para o Alicerce, esta doação não é para o Alicerce”, diz referindo-se a uma pessoa que cuidaria da aplicação do dinheiro “para as crianças”.

Na mesma reunião, Batista usa o próprio exemplo para garantir o “retorno espiritual” da doação.

“Eu pratico doação há bastante tempo, acho que a minha vida hoje em dia é uma grande doação e eu tenho muito retorno disso e me faz muito bem. Eu tenho certeza que quanto maior for o seu sacrifício, maior vai ser o seu retorno espiritual. Isso eu posso garantir pra vocês”, afirma.

Demissões
No dia 20 de março, no início da pandemia do coronavírus, dezenas de trabalhadores do grupo Alicerce foram dispensados por mensagem de WhatsApp, após o fechamento obrigatório das escolas devido a quarentenas impostas nos estados onde a empresa atua: São Paulo, Paraná e Minas Gerais.

Pelas redes sociais, Huck se manifestou à época dizendo que “não participo da gestão da empresa” e que também foi “pego de surpresa” e foi se “inteirar da situação”.

“O fato é que se trata de uma empresa c/ menos de um ano de vida, q também foi afetada diretamente pela pandemia do
COVID-19, levando sua capacidade de operar p/ próxima de zero. Apesar das profundas incertezas concordo que isso não justifica a falta de apoio a seus colaboradores”, declarou, afirmando que o “erro já foi corrigido”.

Além de Huck, o grupo também tem outros investidores ilustres como o economista Armínio Fraga e anunciou um aporte de R$ 20 milhões no final do ano passado para ampliar o número de unidades da empresa para 70 até o final de 2020.

Os mais de 400 professores que trabalham, ou trabalhavam, para as 37 unidades do grupo são microempreendedores individuais, os MEI. Ou seja, na prática, são pequenas empresas com um contrato de serviço com uma grande empresa e por isso não têm os mesmos direitos e benefícios que um trabalhador formal contratado, como seguro-desemprego, férias remuneradas e 13º salário

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR