Vídeo: Ex-MoroBloco, Suzana Vieira parabeniza “bicho filho da mãe” ao se vacinar contra a Covid-19

Mostrando os efeitos do confinamento, Suzana Vieira, de 78 anos, ligou a metralhadora e falou de diversos assuntos ao mesmo tempo em curta entrevista à GloboNews: "Já liguei para a Globo, me ofereci para fazer alguma coisa lá"

Confinada em casa e mostrando certo arrependimento do voto em Jair Bolsonaro, a atriz Suzana Vieira, de 78 anos, se vacinou neste sábado (3) no Rio de Janeiro e mostrando falta do convívio social, disparou sobre diversos assuntos e parabenizou até mesmo o coronavírus.

“Agradeço muito a Deus pelo dia de hoje. O SUS é uma referência mundial, parabéns a todo mundo, parabéns a esse bicho filho da mãe que entrou… entrou no mundo, mas ele também entra na vacina. E a gente ainda bate palma para o morcego, gente?”, disse a atriz, que fez parte do “MoroBloco”, grupo de artistas que apoiavam a Lava Jato, e embarcou nas manifestações contra Dilma Rousseff (PT) em 2016.

Suzana disse que, confinada, está fazendo “até cirurgia em cachorro” e já teria se disponibilizado para fazer qualquer coisa na Globo – que pelo jeito não foi aceito.

“Eu não tenho o que fazer e tenho quatro cachorros. Mas, eu acho que é um tempo necessário, eu sou a favor do confinamento mesmo. Infelizmente, cada país que se vire do jeito que puder, o que não pode é as pessoas entrarem nos ônibus do que jeito que estão entrando”, disse, misturando alhos com bugalhos.

A atriz ficou feliz por aparecer na programação da GloboNews, único canal da Globo que ela diz não ter dado entrevista em meio à pandemia.

“Já liguei para a minha emissora, já liguei para a Globo, me ofereci para fazer alguma coisa lá. Estou fazendo tudo de casa. Já fiz toda a programação da Globo, eu entro no ar toda hora. Só faltava a Globonews, gente”, disse.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta.

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR