Imprensa livre e independente
15 de junho de 2016, 13h43

Ministro Geddel Vieira Lima é expulso da prefeitura de Salvador aos gritos de ‘golpista’

Ao lado do ministro da Saúde, Ricardo Barros, Geddel foi expulso da prefeitura de Salvador por manifestantes contrários ao governo Temer. Ambos deixaram o local de carro, após encontro com o ACM Neto.

Ao lado do ministro da Saúde, Ricardo Barros, Geddel foi expulso da prefeitura de Salvador por manifestantes contrários ao governo Temer. Ambos deixaram o local de carro, após encontro com o ACM Neto Por Redação Após encontro com o prefeito ACM Neto (DEM), em Salvador, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, foram expulsos por manifestantes do prédio da prefeitura ao som de palavras de ordem e gritos de “golpista”. Geddel é considerado uma das principais ligações do governo interino com a Câmara e o Senado. Na última segunda-feira (13), durante jantar...

Ao lado do ministro da Saúde, Ricardo Barros, Geddel foi expulso da prefeitura de Salvador por manifestantes contrários ao governo Temer. Ambos deixaram o local de carro, após encontro com o ACM Neto

Por Redação

Após encontro com o prefeito ACM Neto (DEM), em Salvador, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, foram expulsos por manifestantes do prédio da prefeitura ao som de palavras de ordem e gritos de “golpista”.

Geddel é considerado uma das principais ligações do governo interino com a Câmara e o Senado. Na última segunda-feira (13), durante jantar de comemoração dos dez anos do Hospital da Bahia, ele disse ver com bons olhos a gestão de Temer e opinou que o retorno da presidenta Dilma Rousseff não irá acontecer.

Veja abaixo o momento do protesto.

 

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Veja também:  Bolsonaro ataca Flávio Dino e João Azevêdo, governadores do Maranhão e da Paraíba

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum