Imprensa livre e independente
24 de agosto de 2017, 08h51

Monica Bergamo informa: Bia Doria pede para Luiza Brunet fazer as pazes com ex-marido que a agrediu

Luiza Brunet teve quatro costelas fraturadas. Um vídeo mostra o bilionário dando chutes na modelo. Ele foi condenado a um ano de serviços comunitários e chamou a Lei Maria da Penha de “leizinha vagabunda”.

Luiza Brunet teve quatro costelas fraturadas. Um vídeo mostra o bilionário dando chutes na modelo. Ele foi condenado a um ano de serviços comunitários e chamou a Lei Maria da Penha de “leizinha vagabunda”. Da Redação* Bia Doria, esposa do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), fez um apelo a Luiza Brunet para que ela faça uma conciliação na Justiça com seu ex, Lírio Parisotto. “Eu gosto dos dois, sou amiga dos dois!”, disse a primeira-dama. A atriz pede parte do patrimônio do empresário em uma disputa judicial. E logo mudou de assunto – ela também acusa Parisotto de...

Luiza Brunet teve quatro costelas fraturadas. Um vídeo mostra o bilionário dando chutes na modelo. Ele foi condenado a um ano de serviços comunitários e chamou a Lei Maria da Penha de “leizinha vagabunda”.

Da Redação*

Bia Doria, esposa do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), fez um apelo a Luiza Brunet para que ela faça uma conciliação na Justiça com seu ex, Lírio Parisotto. “Eu gosto dos dois, sou amiga dos dois!”, disse a primeira-dama.

A atriz pede parte do patrimônio do empresário em uma disputa judicial. E logo mudou de assunto – ela também acusa Parisotto de tê-la agredido, o que ele sempre negou.

Brunet chegou a divulgar fotos com hematomas no rosto e também um vídeo onde o bilionário aparece chutando a atriz. Vazou também a tomografia dela com quatro costelas quebradas.

Em junho deste ano, o empresário se encontrou num restaurante com os deputados Benito Gama (PTB-BA) e Arthur Maia (PPS-BA). Na ocasião, Parisotto teria dito: “Leizinha vagabunda é essa tal de Maria da Penha. Vocês tinham que revogá-la”.

Veja também:  O deboche e o humor como aliados da política - a história do "Dino Debochado"

No mesmo mês, o empresário foi condenado a um ano de serviços comunitários.

*Com informações da coluna de Mônica Bérgamo

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum