Imprensa livre e independente
05 de fevereiro de 2018, 18h06

Mônica Moura e João Santana afirmam que nunca trataram de dinheiro com Lula

Os marqueteiros do PT, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, também afirmaram que nunca ouviram falar do tal “sítio de Atibaia” Por Redação Em regime de prisão domiciliar, o casal João Santana e Mônica Moura, donos da empresa de marketing que fez campanha para o PT, prestaram nesta segunda-feira (5) depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, no âmbito da operação Lava Jato. Eles são réus confessos que fecharam acordo de delação premiada com o Ministério Público para poderem sair da prisão. No depoimento, que tinha como objetivo esclarecer uma suposta reforma da Odebrecht feita em um sítio de Atibaia...

Os marqueteiros do PT, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, também afirmaram que nunca ouviram falar do tal “sítio de Atibaia”

Por Redação

Em regime de prisão domiciliar, o casal João Santana e Mônica Moura, donos da empresa de marketing que fez campanha para o PT, prestaram nesta segunda-feira (5) depoimento ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba, no âmbito da operação Lava Jato. Eles são réus confessos que fecharam acordo de delação premiada com o Ministério Público para poderem sair da prisão.

No depoimento, que tinha como objetivo esclarecer uma suposta reforma da Odebrecht feita em um sítio de Atibaia (SP) atribuído a Lula, tanto Mônica Moura quanto João Santana negaram que tenham tratado sobre dinheiro com Lula e disseram que jamais ouviram falar do tal sítio.

“Nunca falei de dinheiro com o ex-presidente Lula. Nunca negociei nada, nunca discuti nada com ele sobre isso”, afirmou Mônica.

“Eu nunca soube a origem do dinheiro do caixa 2, muito menos especificamente desses contratos da Petrobras”, completou João Santana.

Veja também:  Governo Bolsonaro manobra para dificultar investigações com dados do Coaf

Também depôs hoje Eduardo Musa, ex-gerente da Petrobras e da Sete Brasil, que admitiu receber recursos em contas na Suíça do Banco Schahin pela sua contratação como operador de um navio sonda da Petrobrás. Musa não afirmou nada referente ao ex-presidente Lula e, sobre José Carlos Bumlai, disse jamais ter tido qualquer reunião de discussão de negócios ilícitos com ele, tendo negociado a operação de uma sonda do Banco Schahin com Fernando Baiano, e que foi Baiano que citou o suposto envolvimento de Bumlai no caso.

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum