Imprensa livre e independente
27 de junho de 2018, 18h19

Moro determina que Lula saia da PF para ser interrogado em 11 de setembro

Será a primeira vez, após cinco meses, que o ex-presidente sairá da prisão; dessa vez, ele será ouvido no processo sobre o sítio de Atibaia

Foto: Reprodução/YouTube Sergio Moro marcou a data para que Lula deixe a sede da Polícia Federal, em Curitiba: no dia 11 de setembro o ex-presidente vai sair da prisão pela primeira vez para ser interrogado pelo juiz, no processo sobre o sítio de Atibaia, segundo informações de Nathan Lopes, do UOL. Moro expediu, nesta quarta-feira (27), ofício para que a PF tome as “providências necessárias para a realização de escolta” de Lula para a sede da Justiça Federal na capital paranaense, onde será realizada a audiência. O cenário pode ser alterado caso haja uma decisão judicial que conceda liberdade a...

Foto: Reprodução/YouTube

Sergio Moro marcou a data para que Lula deixe a sede da Polícia Federal, em Curitiba: no dia 11 de setembro o ex-presidente vai sair da prisão pela primeira vez para ser interrogado pelo juiz, no processo sobre o sítio de Atibaia, segundo informações de Nathan Lopes, do UOL. Moro expediu, nesta quarta-feira (27), ofício para que a PF tome as “providências necessárias para a realização de escolta” de Lula para a sede da Justiça Federal na capital paranaense, onde será realizada a audiência.

O cenário pode ser alterado caso haja uma decisão judicial que conceda liberdade a Lula, o que pode acontecer por meio do Supremo Tribunal Federal (STF). Caso não ocorra mudanças, essa será a primeira oportunidade, após cinco meses, em que Lula sairá do 4º andar da sede da PF, onde está custodiado.

A defesa de Lula não avaliou, ainda, se irá pedir para que a audiência seja realizada por meio de videoconferência, como seria feito no processo da Operação Zelotes, que tramita na Justiça Federal no Distrito Federal.

Veja também:  Barroso, do STF, sobre coquetel com Dallagnol e Moro: “Ninguém lá falou de Operação Lava Jato”

Desde que foi preso, Lula só teve uma aparição pública, em 5 de junho, em depoimento como testemunha de defesa do ex-governador Sergio Cabral. Esse será o terceiro encontro entre Lula e Moro. Em maio do ano passado, o ex-presidente foi ouvido no processo do triplex, pelo qual já foi condenado. Em setembro de 2017, Lula foi ouvido no caso que envolve um terreno para o Instituto Lula. Essa ação ainda está em andamento.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum