Imprensa livre e independente
05 de novembro de 2018, 09h33

Moro entra em férias pela segunda vez em 5 meses antes de deixar o Judiciário

No último descanso, em julho, o juiz de primeira instância interrompeu passeio em Portugal para mobilizar o Judiciário e a PF contra decisão de desembargador Rogério Favreto, que determinou a libertação de Lula.

(Foto: Reprodução/Facebook)
Reportagem de Cleide Carvalho, na edição desta segunda-feira (5) do jornal O Globo, informa que o juiz federal de primeira instância, Sérgio Moro, deve entrar novamente em férias esta semana, antes de pedir a exoneração do cargo para ocupar o Ministério da Justiça, em janeiro, no governo Jair Bolsonaro (PSL). Esta é a segunda vez que Moro tira férias nos últimos cinco meses. No último descanso, entre os dias 2 e 31 de julho, o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba interrompeu o passeio em Portugal para despachar às pressas e mobilizar a direção da Polícia Federal da 4ª...

Reportagem de Cleide Carvalho, na edição desta segunda-feira (5) do jornal O Globo, informa que o juiz federal de primeira instância, Sérgio Moro, deve entrar novamente em férias esta semana, antes de pedir a exoneração do cargo para ocupar o Ministério da Justiça, em janeiro, no governo Jair Bolsonaro (PSL).

Esta é a segunda vez que Moro tira férias nos últimos cinco meses. No último descanso, entre os dias 2 e 31 de julho, o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba interrompeu o passeio em Portugal para despachar às pressas e mobilizar a direção da Polícia Federal da 4ª Região (TRF-4) para que a decisão do desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal, que determinou a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não fosse cumprida.

Enquanto continua recebendo os rendimentos como juiz, as férias de Moro vão atrasar a escolha do novo magistrado que ocupará a cadeira dele em Curitiba. Somente após a exoneração, que deve acontecer bem próximo à nomeação como ministro, o TRF-4 pode abrir o processo seletivo para escolher o novo juiz da 13ª Vara, que concentra as ações da Lava-Jato.

Veja também:  Boulos: Decisão de Toffoli mostra que Bolsonaro pode conseguir o que quer "sem precisar do cabo e do soldado"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum