Segunda Tela

19 de junho de 2019, 08h52

Moro faz Programa do Ratinho ter sua pior audiência neste ano

A entrevista ao Ratinho foi a primeira dada à televisão por Sérgio Moro, após os escândalos do Vaza Jato, publicados pelo The Intercept.

Moro e o apresentador Carlos Massa, o Ratinho (Reprodução/Twitter)

Segundo dados preliminares do Ibope, a entrevista exclusiva do ministro Sérgio Moro no Programa do Ratinho, na noite desta terça-feira (18), teve uma audiência muito abaixo do esperado.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Na Grande São Paulo, o encontro entre o apresentador Carlos Massa com o ministro da Justiça de Bolsonaro, teve média de 6,6 pontos, com pico de 8,5. Segundo o portal Bastidores da TV, este é o pior índice de audiência do Programa do Ratinho neste 2019.

A entrevista ao Ratinho foi a primeira dada à televisão por Sergio Moro após os escândalos do Vaza Jato, nos quais o portal The Intercept vem revelando as irregularidades cometidas pela Operação Lava Jato, na época em que ele era juiz em Curitiba e liderava o processo de lawfare contra o ex-presidente Lula.

Porém, o desempenho dessa sua entrevista foi tão ruim que o Programa do Ratinho ficou em terceiro lugar na sintonia em seu horário, perdendo a vice-liderança para a Record, que teve 6,7 pontos em média, com o reality show Power Couple Brasil – também ficou atrás da Globo, que transmitiu a partida entre Brasil e Venezuela, pela Copa América, e liderou o horário com 33,9 pontos.

Veja também:  O conto da carochinha: a união entre patrões e empregados para um mundo melhor

Segundo o Observatório da Televisão, a média de audiência do SBT em 2019, no horário do Programa do Ratinho (22h30), é de 10,5 pontos. Ou seja, quase 4 pontos a mais do que o alcançado pela edição desta terça, com entrevista de Moro.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum