Imprensa livre e independente
23 de maio de 2019, 09h59

Moro lamenta mudança do Coaf: “faz parte da democracia perder ou ganhar”

A retirada do órgão para o Ministério da Economia representa uma derrota para o Palácio do Planalto e, especialmente, para Sérgio Moro

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, lamentou nesta quinta-feira (23), em sua conta do Twitter, o resultado da votação da medida provisória da reforma administrativa que transferiu o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça para o Ministério da Economia. Moro disse lamentar o ocorrido: “Faz parte da democracia perder ou ganhar”, escreveu. Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o COAF do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância. Agradeço aos 210 deputados que apoiaram...

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, lamentou nesta quinta-feira (23), em sua conta do Twitter, o resultado da votação da medida provisória da reforma administrativa que transferiu o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça para o Ministério da Economia.

Moro disse lamentar o ocorrido: “Faz parte da democracia perder ou ganhar”, escreveu.

“Sobre a decisão da maioria da Câmara de retirar o COAF do Ministério da Justiça, lamento o ocorrido. Faz parte da democracia perder ou ganhar. Como se ganha ou como se perde também tem relevância. Agradeço aos 210 deputados que apoiaram o MJSP e o plano de fortalecimento do COAF.”

Veja também:  Com Moro, Dallagnol festeja por não ter sofrido punição de Conselhos do MP e da Justiça por palestras

Derrota do governo

Às vésperas das manifestações de rua que têm o Congresso como um dos focos de ataque, o plenário da Câmara aprovou nesta quarta-feira texto-base do projeto referente à medida provisória da reforma administrativa, que estruturou o governo do presidente Jair Bolsonaro e reduziu o número de ministérios de 29 para 22.

Os congressistas rejeitaram na noite desta quarta destaque do Podemos, que pedia a manutenção do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) no Ministério da Justiça. Com isso, a retirada do órgão para o Ministério da Economia representa uma derrota para o Palácio do Planalto e, especialmente, para o titular da pasta, Sérgio Moro, que defendia a manutenção do conselho sob a sua alçada.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum