Imprensa livre e independente
10 de julho de 2019, 10h38

Morre Chico de Oliveira, sociólogo e fundador do PT

Em 2012, Chico deu uma longa entrevista à Fórum, para os jornalistas Renato Rovai e Glauco Faria, onde fez reflexões importantes a respeito da América Latina, do contexto político brasileiro e da falta de renovação da Teoria Política. Relembre aqui

Foto: Reprodução
Morreu nesta quarta-feira (10), aos 85 anos, o sociólogo e fundador do PT, Chico de Oliveira. De acordo com informações da família, ele esteve internado em São Paulo, onde residia, para tratar uma pneumonia e recuperava-se em casa. O velório de Chico será no salão nobre do prédio de Administração da USP, na Rua do Lago, 717. O horário ainda não foi comunicado. Polêmico, deixou o PT em 2003, no exato momento em que o partido chegava ao palácio do Planalto. Participou da fundação do PSOL, mas também se afastou do partido. Durante as eleições de 2010, afirmou que “Lula é mais privatista que FHC....

Morreu nesta quarta-feira (10), aos 85 anos, o sociólogo e fundador do PT, Chico de Oliveira. De acordo com informações da família, ele esteve internado em São Paulo, onde residia, para tratar uma pneumonia e recuperava-se em casa.

O velório de Chico será no salão nobre do prédio de Administração da USP, na Rua do Lago, 717. O horário ainda não foi comunicado.

Polêmico, deixou o PT em 2003, no exato momento em que o partido chegava ao palácio do Planalto. Participou da fundação do PSOL, mas também se afastou do partido. Durante as eleições de 2010, afirmou que “Lula é mais privatista que FHC. Privatista numa escala que o Brasil nunca conheceu”. Em 2012, durante entrevista no programa Roda Viva, da TV Cultura, desabafou: “Lula é sem caráter e oportunista”.

Já em 2016, um pouco antes do golpe que derrubou Dilma do poder, em entrevista ao jornal Zero Hora, comentou sobre as acusações a Lula: “A maior parte é invenção da contradição política. Não acredito que o Lula, com a experiência que tem, seja tão tolo para fazer o que dizem que ele faz. Não é verdade. Lula não é nenhum ladrão, para meter a mão no dinheiro público. Ele está aí na política há 50 anos”.

Veja também:  Coagido, diretor da Odebrecht disse que "construiu relato" na Lava Jato sobre sítio de Atibaia, atribuído a Lula

Graduado em Ciências Sociais na Faculdade de Filosofia da Universidade do Recife, atual Universidade Federal de Pernambuco, Chico recebeu, em 1992, o título de doutor por notório saber pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Em 2004, recebeu o prêmio Jabuti na categoria Ciências Humanas pelo livro Crítica à razão dualista/O ornitorrinco, publicado pela editora Boitempo. Em 2013, foi o homenageado do IV Curso Livre Marx-Engels, organizado pela editora Boitempo e pelo Sesc.

Entrevista à Fórum

Durante o governo de Dilma Rousseff, em 2012, Chico deu  longa entrevista à Fórum, para os jornalistas Renato Rovai e Glauco Faria, onde fez reflexões importantes a respeito da América Latina, do contexto político brasileiro e da falta de renovação da Teoria Política.

Em meio a isso, anunciou o que ele definiu como recolhimento, em que abria mão de uma atuação política mais ostensiva, mas “sem recuar”. “Minha posição agora é a dos profetas do Antigo Testamento, eu só sei anunciar catástrofes”, brincou. “Estou do lado de Jeremias. Ninguém me peça fórmula nenhuma porque não tenho, não sei, e acho que meu papel é esse. Não é um grande papel, todos acham isso muito incômodo.”

Veja também:  Bolsonaro: "Vou falar do PT sempre, não adianta chorar"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum