Imprensa livre e independente
22 de janeiro de 2018, 11h17

Movimentos populares protestam em frente à sede da Rede Globo em defesa de Lula

Cerca de 150 pessoas estão acampadas em frente ao prédio da emissora, na Rua Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. A ação, organizada por movimentos populares, tem por objetivo denunciar o empenho da rede na condenação do ex-presidente.

Cerca de 150 pessoas estão acampadas em frente ao prédio da emissora, na Rua Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. A ação, organizada por movimentos populares, tem por objetivo denunciar o empenho da rede na condenação do ex-presidente. Da Redação A da sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro, acaba de ser alvo de protestos. Cerca de 150 pessoas estão acampadas em frente ao prédio da emissora, na Rua Jardim Botânico. A ação, organizada por movimentos populares, como o Levante Popular da Juventude, o MST e a UJS (União da Juventude Socialista), tem por objetivo denunciar o empenho da...

Cerca de 150 pessoas estão acampadas em frente ao prédio da emissora, na Rua Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. A ação, organizada por movimentos populares, tem por objetivo denunciar o empenho da rede na condenação do ex-presidente.
Da Redação

A da sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro, acaba de ser alvo de protestos. Cerca de 150 pessoas estão acampadas em frente ao prédio da emissora, na Rua Jardim Botânico. A ação, organizada por movimentos populares, como o Levante Popular da Juventude, o MST e a UJS (União da Juventude Socialista), tem por objetivo denunciar o empenho da rede na condenação de Lula e da democracia.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

A emissora teve sua atuação questionada em diversos momentos da história e influenciou os principais episódios políticos, sustentando com uma atuação parcial durante desenrolar do Golpe de 2016. Uma pesquisa realizada na Universidade Federal do Rio de Janeiro constatou que entre dezembro de 2015 e agosto de 2016 o Jornal Nacional dedicou quase 13 horas de notícias negativas sobre Lula e nenhuma hora de notícias favoráveis.

Veja também:  Jornal Nacional ignora novas revelações da Vaza Jato

“O judiciário do Moro não conseguiria sozinho condenar o Lula.  Já tentaram várias manobras, mas o que sustenta a República de Curitiba e as inconstitucionalidades do processo é a Globo, que tem se empenhado para atacar Lula para que ele não concorra às eleições em 2018”, afirma Luma Vitório, integrante do Levante.

Na ocupação, cartazes nomeiam a Rede Globo de “Tribunal Federal da Injustiça” e denunciam as investigações que a corporação carrega, entre elas o esquema de  pagamento de propina para transmissão  de jogos de futebol e sonegação fiscal.

Fotos: Divulgação

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum