Sabrina Fernandes explica a falsa equivalência entre nazismo e comunismo; veja vídeo

A socióloga esclarece que, um dos motivos para tal ideia seguir adiante, é a historiografia disponível que “mente sobre as experiências socialistas” com o objetivo de colocar medo nas pessoas

O "fantasma do comunismo". (Reprodução)
Escrito en MOVIMENTOS el

A socióloga e pesquisadora Sabrina Fernandes, que também é produtora do canal Tese Onze, no YouTube, publicou um vídeo onde, de forma didática, desmontas as teses da extrema direita que visam estabelecer uma equivalência entre o comunismo e o nazismo.

"Toda vez que surge essa discussão sobre nazismo vem umas pessoas que são muito anticomunistas querer fazer alguma equiparação entre nazismo e comunismo e nazismo. Isso faz parte de um processo que a gente chama de teoria da ferradura", diz Fernandes.

Sabrina Fernandes explica que tal equiparação faz parte de "um processo que parte de muita despolitização, de desconhecimento e de um problema que a gente que tem que é complicado: a historiografia disponível sobre as experiências socialistas tem uma historiografia que é muito enviesada e que mente diretamente sobre o que aconteceu".

A precariedade de publicações sobre o que é o comunismo e o marxismo, para Fernandes, acaba por gerar um certo "medo" nas pessoas sobre o regime comunista.

"Quando a gente está falando do nazismo, a gente está denunciando um processo que foi extremamente violento, extremamente racista e tinha essa violência e esse racismo como parte do seu projeto político ideológico”, diz Sabrina.

Em contrapartida, explica Fernandes, "o socialismo é um projeto de emancipação da sociedade, e emancipar a sociedade e a classe trabalhadora do peso do capitalismo, da exploração cotidiana e de todas essas outras estruturas que vem acompanhadas e também que causam opressão. Então é um projeto de emancipação".

Confira abaixo o vídeo na íntegra onde a pesquisadora Sabrina Fernandes explica porque é falsa a equivalência entre comunismo e nazismo.