REIVINDICAÇÕES

Conferência Nacional Popular de Educação aprova Carta de Natal e homenageia Marcelo Arruda

O documento registra o compromisso coletivo em defesa da educação pública de qualidade, laica, democrática e inclusiva

Os participantes aprovaram a Carta de Natal.Créditos: Jordana Mercado
Escrito en MOVIMENTOS el

Durante o último dia da II Conferência Nacional Popular de Educação (Conape) 2022, neste domingo (17), em Natal (RN), trabalhadoras e trabalhadores de todo país aprovaram a Carta de Natal.

O documento registra o compromisso coletivo em defesa da educação pública de qualidade, laica, democrática e inclusiva. A atividade foi referenciada em plenário como “Conape da esperança”. A conferência é organizada pelo Fórum Nacional Popular da Educação (FNPE).

A Carta, conforme destacou o presidente em exercício da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Leão, é um resumo do documento final da etapa nacional da Conape (que será divulgado em breve), no qual aponta as reivindicações do setor da educação e as pautas do movimento rumo à reconstrução do país.

“Para isso propomos uma plataforma em defesa do Estado democrático de direito, em defesa das instituições republicanas, da vida e da soberania popular, dos direitos sociais e da educação, que mobilize ainda mais o amplo setor da sociedade”, disse trecho da Carta, ao mencionar as principais pautas das entidades que compõem o FNPE e que assinam o compromisso.

Algumas bandeiras de lutas: revogação da Emenda Constitucional 95 de 2016, que limita investimentos da saúde e educação, e demais medidas de renúncia fiscal que fragilizem as políticas sociais; retomada de investimento na educação pública e nas áreas sociais; fim do congelamento dos recursos primários associados ao poder executivo, entre outras.

“A Conape é resultado de um esforço solidário, que mostra que nós somos capazes de nos organizarmos e fazermos tudo que for necessário. A Conape está na disputa da educação pública deste país. Tenho certeza de que cada um e cada uma daqui sai fortalecido para as próximas lutas”, ressaltou Roberto Leão.

O evento teve participação internacional: Yamile Socolovsky, secretária de Relações Internacionais da Federação Nacional dos Docentes Universitários (Conadu); Combertty Rodriguez, coordenador Regional Principal da Internacional da Educação na América Latina; Eduardo Pereyra, secretário de Relações Internacionais da Central de Trabalhadores da Educação da República Argentina - CTERA, falaram no encerramento sobre a importância da Conape e do Brasil para a educação na América Latina.

Homenagem a Marcelo Arruda

Ainda durante a plenária final da Conape, trabalhadoras e trabalhadores da educação homenagearam Marcelo Arruda, tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu (PR), que foi assassinado no seu aniversário de 50 anos pelo policial penal bolsonarista Jorge José da Rocha Guaranho.

A manifestação pediu paz e justiça por Marcelo e aconteceu também em diversas cidades brasileiras. Veja o vídeo: