Fórum Educação
09 de janeiro de 2020, 18h48

Censura: PM proíbe bandeira antifascista na manifestação do Passe Livre em SP

Segundo a Ponte Jornalismo, policial ameaçou manifestante: "Se pegar a bandeira vai pro DP"

Divulgação/Movimento Passe Livre

O segundo ato do Movimento Passe Livre (MPL) contra o aumento da tarifa do transporte público em São Paulo começou no final da tarde desta quinta-feira (9) com relatos de censura. Segundo o Jornalistas Livres, a polícia estava revistando jornalistas, fotógrafos, advogados e ativistas na concentração, que começou na Praça da Sé, por volta das 17h.

De acordo com a Ponte Jornalismo, um manifestante foi proibido de usar uma bandeira antifascista. “Se pegar a bandeira vai pro DP”, disse o policial. A bandeira ficou no chão.

O ato saiu às perto das 18h15min, sob chuva torrencial, em direção à Estação República. Os manifestantes queimaram, de forma simbólica, uma catraca de papel.

No fim do primeiro ato, que aconteceu na terça (6), a PM impediu que os manifestantes entrassem na estação Trianon-Masp.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum