#Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de setembro de 2019, 21h12

Conselho Municipal de Saúde de SP convoca ato em defesa do Programa Mais Médicos

Segundo conselheiro, a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo quer a manutenção do Mais Médicos, mas depende do Ministério da Saúde

Divulgação/Mais Médicos

Está sendo convocada para esta quinta-feira (12) por membros do Conselho Municipal de Saúde de São Paulo uma manifestação por em defesa da manutenção dos profissionais do Programa Mais Médicos. O objetivo do ato é cobrar que o Ministério da Saúde publique uma resolução que estenda o prazo do programa e garanta o atendimento de 265 mil pessoas nas periferias da capital por cerca de 50 médicos.

O conselheiro Francisco Freitas, coordenador adjunto do conselho, disse à Fórum que nesta quinta-feira será realizada uma reunião extraordinária do órgão com o objetivo de aprovar uma Moção de Apoio e Recomendação ao Ministério da Saúde em defesa da publicação de resolução que, segundo ele, “permite que os Mais Médicos continuem a trabalhar”.

“Se não tiver o contrato renovado vai trazer um problema muito grande, 265 mil pacientes vão ficar sem atendimento médico. São Paulo já tem um deficit muito grande, de cerca de 2 mil médicos”, declarou. A cidade de São Paulo conta com um edital do programa Mais Médicos pelo Brasil único, totalmente municipal, que irá encerrar no próximo dia 15 de setembro caso o Ministério da Saúde não renove o termo aditivo do acordo de cooperação entre a União e o município.

Segundo Freitas, o Conselho municipal já fez discussões com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido dos Santos (PSDB), que quer o programa, mas precisa fazer com que a portaria seja publicada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM). Uma frente suprapartidária em defesa dos médicos, formada por toda a Câmara de Vereadores, os três senadores do estado – Major Olímpio (PSL), Mara Gabrili (PSDB) e José Serra (PSDB) – e a bancada de deputados federais, também cobra que o ministro atenda a demanda.

A manifestação está prevista para acontecer às 13h, com concentração em frente à Secretaria. O grupo vai partir de lá até a Superintendência do Ministério da Saúde para entregar o documento para protocolar a moção.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum