Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de setembro de 2019, 21h54

Correios entram em greve nacional contra privatização proposta por Guedes

Os funcionários dos Correios entram em greve a partir das 22h desta terça-feira

Assembleia realizada em São Paulo | Foto: Jornalistas Livres

A partir das 22h desta terça-feira (10), os funcionários dos Correios entram em greve por tempo indeterminado em todo o Brasil. A medida foi aprovada em diversas assembleias realizadas nesta noite como forma de resistir à privatização da empresa pública, que está no plano de desestatização de Paulo Guedes, e à decisão da direção dos Correios de não negociar acordo coletivo com a categoria.

“A direção da ECT e o governo querem reduzir radicalmente salários e benefícios para diminuir custos e privatizar os Correios. Entregar o setor postal a empresários loucos por lucro. Jogar no lixo o atendimento a todos os cidadãos, a segurança nacional envolvida nas operações, a integração nacional promovida pelos Correios!”, disse em nota a FindECT, fundação dos trabalhadores da estatal.

A decisão foi tomada em assembleias realizadas na maioria dos estados do Brasil. Vídeos dos encontros de São Paulo e do Rio de Janeiro demonstram que uma multidão esteve presente na convocação feita pela categoria.

Os Correios têm sido o principal alvo do governo Bolsonaro. O presidente chegou a dizer que “privatização começa pelos Correios” e a empresa é uma das 15 incluídas no plano de privatizações de Paulo Guedes, que  abarca também Eletrobras, a EBC e a Casa da Moeda.

CORREIOS DE SÃO PAULO: ESTAMOS EM GREVE!

CORREIOS DE SÃO PAULO: ESTAMOS EM GREVE!#EmDefesadoACT #ContraaPrivatização #GrevedosCorreios #OBrasilVaiParar

Publicado por Sintect-SP Sindicato Trabalhadores Dos Correios em Terça-feira, 10 de setembro de 2019

CORREIOS DO RIO DE JANEIRO: ESTAMOS EM GREVE!

CORREIOS DO RIO DE JANEIRO: ESTAMOS EM GREVE!#EmDefesadoACT #ContraaPrivatização #GrevedosCorreios #OBrasilVaiParar

Publicado por Sintect Rio de Janeiro em Terça-feira, 10 de setembro de 2019

 

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum