Declarações de Papa sobre casamento gay foram tiradas de contexto, diz Vaticano

A Santa Sé afirma que a doutrina da Igreja Católica sobre a homossexualidade permanece a mesma e que não reconhece o casamento homoafetivo

O Vaticano publicou um comunicado nesta segunda-feira (2) onde afirma que os comentários do Papa Francisco sobre a união entre pessoas do mesmo sexo foram retirados de contexto. Segundo a nota, o Papa falou sobre as leis de união civil e não sobre a realização de casamento religioso entre pessoas do mesmo sexo.

A Santa Sé afirma que a doutrina da Igreja Católica sobre a homossexualidade permanece a mesma e que não reconhece o casamento homoafetivo.

“Há mais de um ano, durante uma entrevista, o Papa Francisco respondeu duas perguntas distintas em dois momentos diferentes que, no mencionado documentário, foram editadas e publicadas como uma só resposta, sem a devida contextualização, o que gerou confusão”, explica a nota interna do Vaticano

O comunicado do Vaticano foi enviado aos embaixadores da Santa Sé de todo o mundo na semana passada. Porém, só foi tornado público nesta segunda.

Ainda sobre a fala do Papa, a nota afirma que Francisco afirmou ser “uma incongruência falar em casamento homossexual”, porém, esta parte de sua fala foi cortada do documentário.

De acordo com o Vaticano, o real sentido da fala do Papa é que as pessoas LGBT têm o direito de serem aceitas pelas famílias como filhos e irmãos.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.