O que o brasileiro pensa?
28 de julho de 2020, 18h49

“Deus ama quem dá com alegria”: Papa Francisco envia carta de agradecimento ao MST

Pontífice elogiou os sem-terra brasileiros pela distribuição de mais de 2 mil toneladas de alimentos à população mais vulnerável durante a pandemia

Reprodução

O Papa Francisco enviou, no último dia 25, uma carta ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em que agradeceu as ações de solidariedade durante a pandemia.

A mensagem, enviada através cardeal Michael Czerny, subsecretário da Seção de Migrantes do Dicastério do Desenvolvimento Humano Integral, veio à público nesta terça-feira (28) com a divulgação por parte da Vatican News, agência de notícias católica ligada ao Vaticano.

Desde o início da pandemia, o MST, que é está entre os maiores produtores de alimentos orgânicos do país, já doou toneladas de comida para a população mais vulnerável.

Leia também: MST organiza doação de 44 toneladas de alimentos no interior do Paraná

Na carta, o pontífice saudou o MST em razão do Dia dos Trabalhadores Rurais, comemorado no dia 25 de julho, e elogiou as ações de solidariedade do movimento social fundado 1984.

“Em nome do Papa Francisco, e também da minha parte, queremos expressar nossa alegria pelo gesto gentil de distribuição de alimentos que as famílias da Reforma Agrária estão fazendo no Brasil”, diz o início da carta.

“A partilha produz vida, cria laços fraternos, transforma a sociedade. Desejamos que este gesto de vocês se multiplique e anime outras pessoas e grupos a fazerem o mesmo, pois ‘Deus ama a quem dá com alegria”, escreveu o pontífice em outro trecho da mensagem.

“E neste dia dos agricultores, que o nosso Bom Deus proteja e abençoe todas as famílias que trabalham na terra e lutam pela partilha da terra e pelo cuidado de nossa casa comum”, finalizou o líder religioso.

Confira mais detalhes da mensagem do Papa ao MST no site da Vatican News.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum