Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de dezembro de 2018, 19h21

Dia dos Direitos Humanos terá ato internacional pela liberdade de Lula no ABC

Mais de 80 movimentos sociais e lideranças políticas realizarão um grande ato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde Lula se entregou há 8 meses, pela liberdade imediata do ex-presidente; conferêncis em São Paulo com políticos brasileiros, da América Latina e da Europa sobre democracia também terá a liberdade de Lula como tema principal

Foto: Ricardo Stuckert

Passadas as eleições, e até como maneira de aglutinar a oposição ao governo Jair Bolsonaro, movimentos sociais e o PT estão totalmente focados na pauta “Lula livre”. Comitês nacionais e internacionais pela liberdade do ex-presidente, encarcerado há 8 meses em Curitiba por conta do controverso processo do “triplex do Guarujá”, estão organizando para a próxima segunda-feira (10), dia em que é comemorado os 70 anos de Declaração Universal dos Direitos Humanos, uma grande mobilização, no Brasil e no exterior, em prol da liberdade de Lula e pela democracia.

As duas principais atividades ocorrerão em São Bernardo do Campo e em São Paulo. Uma delas será um grande ato internacional no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a partir das 18h30, pela liberdade de Lula. Estarão presentes lideranças políticas brasileiras e internacionais, além dos mais de 80 movimentos sociais que compõem a Frente Brasil Popular.

O ato é parte de outra atividade maior que acontece entre segunda (10) e terça-feira (11): a Conferência Internacional em Defesa da Democracia, organizada pela Fundação Perseu Abramo. O ex-prefeito Fernando Haddad, a ex-presidenta Dilma Rousseff,  o eurodeputado português João Pimenta, o ex-chanceler argentino e deputado do Parlasul Jorge Taiana, o presidente da Frente Ampla do Uruguai, Javier Miranda, o ex-ministro grego Yanis Varoufakis, do Movimento Democracia na Europa 2025 (Diem 25) e a ativista norte-americana Angela Davis são alguns dos nomes confirmados para as mesas de debate que ocorrerão em um hotel na capital paulista.

De acordo com a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, as atividades em prol da liberdade de Lula deverão se intensificar em dezembro, com grandes celebrações de Natal e Ano Novo em Curitiba, em frente à sede da Polícia Federal onde Lula está preso, e seguirão com atos, conferências e debates no Brasil e em inúmeras capitais pelo mundo onde comitês pró-Lula estão sendo formados.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum