Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de agosto de 2018, 21h22

Entidades religiosas internacionais enviam carta de apoio aos grevistas de fome

Documento assinado pela Comunhão Mundial de Igrejas Reformada e Aliança de Igrejas Presbiterianas e Reformadas da América Latina, além de declarar apoio aos grevistas de fome, endossa a liminar do Comitê de Direitos Humanos da ONU em favor de Lula. Leia

Foto: Divulgação/Greve de Fome

Os sete militantes de movimentos populares que estão há 21 dias em greve de fome receberam, nesta segunda-feira (20), uma carta de apoio enviada por duas entidades religiosas internacionais: a Comunhão Mundial de Igrejas Reformadas e a Aliança de Igrejas Presbiterianas e Reformadas da América Latina.

O ato extremo dos militantes tem como objetivo denunciar a volta da fome no Brasil e pressionar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para que decidam em favor da liberdade do ex-presidente Lula e que garantam seu direito de participar das eleições deste ano. De acordo com os grevistas, a candidatura de Lula é a única maneira de barrar os retrocessos que vêm sendo encampados pelo atual governo e pelos partidos de direita no país.

Leia também
Entrevista exclusiva com Richard Faulhaber, 20 dias de greve de fome por Lula Livre

Na carta, as entidades afirmaram compartilhar das preocupações dos grevistas. “Compartilhamos da preocupação pela situação de seu país e pela necessidade de uma justiça independente e não a serviço de poderes políticos ou econômicos. Uma democracia que perde a independência de poderes está destinada a perecer e funcionar de acordo com os interesses dos mais poderosos, em detrimento das grandes maiorias”.

O documento, assinado pelo  Reverendo Chris Ferguson (Secretário Geral) e pelo Reverendo Darío Barolin (Secretário Executivo) destaca ainda que as entidades estão alinhadas com a liminar do Comitê de Direitos Humanos da ONU que determina que o Estado brasileiro “tome todas as medidas necessárias para permitir que Lula desfrute e exerça seus direitos políticos como candidato nas eleições presidenciais de 2018”.

Juntas, as duas entidades representam 233 Igrejas em 108 países, com quase 100 milhões de fiéis.

Confira, aqui, a íntegra da carta.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum