Evangélicos de todo o país lançam manifesto contra Bolsonaro nesta quinta

"Nossa fé não combina com um governo que, como disse Jesus, se assemelha a face do mal", diz a Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito

Nesta quinta-feira (22), uma coalizão que reúne lideranças evangélicas de todo o país lançará um manifesto contra o presidente Jair Bolsonaro. No documento, os religiosos devem apontar críticas ao que consideram uma “política de morte” do mandatário e pedir sua saída da presidência.

O manifesto será divulgado na parte da manhã e, às 19h, será feita uma live nas redes sociais para detalhar o movimento contra o presidente.

“A nossa fé não defende a fome, desemprego e não combina com um governo que, como disse Jesus, se assemelha a face do mal – que veio para matar, roubar e destruir (João 10:10)”, dizem os evangélicos.

A iniciativa conta com o apoio de inúmeras entidades religiosas, como a Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito, Cristãos contra o Fascismo, Aliança de Negras e Negros Evangélicos do Brasil (Anneb), Missão Evangélica do Brasil (MEB), Evangélicas Pela Igualdade de Gênero (EIG), Intersecções, Frente Cristã Socialista, entre outras.

“O Brasil precisa de direitos sociais, combate a violência e principalmente fortalecimento da democracia”, dizem ainda os signatários do manifesto a ser divulgado.

Evangélicos, Lula e Bolsonaro

Pesquisa Datafolha divulgada em maio sobre as eleições de 2022, que mostrava vitória de Lula, com ampla vantagem, tanto no primeiro quanto no segundo turno, apresentou também um recorte que indica que o petista já estaria abocanhando parte do eleitorado de Jair Bolsonaro.

Bolsonaro se elegeu em 2018 com apoio massivo dos evangélicos. O presidente, segundo o Datafolha, ainda mantinha em maio apoio expressivo deste segmento, com 34% das intenções de voto. Lula, no entanto, já superava o atual presidente também nas intenções de voto deste público e somava 35%.

O movimento foi confirmado em pesquisa Ipec divulgada no final de junho. O levantamento mostrou que Lula tem a preferência entre os eleitores que se autodeclaram evangélicos, com apoio de 41% neste segmento.

Bolsonaro, que já chegou a liderar entre este setor, hoje conta com o apoio de 32% dos evangélicos, segundo a pesquisa.

Notícias relacionadas

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR